“O ímpio não vai mais zombar de nós”

Publicado originalmente no Blog do Milton Barão

Carta enviada pelo pastor Osvaltinei Banhos Mendes, superintendente regional da Quadrangular em Lages, Santa Catarina. Vamos a alguns trechos da missiva mal-ajambrada:

  • A igreja local, por tratar-se do Projeto da Igreja do Evangelho Quadrangular, tem a responsabilidade de apoiar e trabalhar para os representantes oficiais.
  • Na casa de cada membro do ministério deverá ter uma placa do candidato oficial da igreja, observando que devemos apoiá-lo em todos os aspectos: divulgação, conscientização de pessoas, enfim em todos os sentidos, lembrando compromisso assumido junto a Convenção Estadual da Igreja.
  • O pastor deve fazer reuniões com a liderança orientando e motivando a votar e conquistar mais 4 votos, lembrando que desobediência é pecado. Então cada obreiro e pastor precisam colocar placa em sua casa, no vidro traseiro do carro e solicitar aos membros da igreja que coloquem adesivos no carro,  casa e placas em pontos estratégicos.
  • Essa nossa obediência e fidelidade ao projeto da nossa igreja só nos trará alegria e união, e com isso vamos mostrar nossa força e o ímpio não vai mais zombar de nós.

dica do Dayvi Almeida

Atualização 20/9 – 9h

Publicado no Diário da Serra

Pastor Mendes nega ser o autor da carta

Procurado na tarde desta quarta-feira pela reportagem do Diário Catarinense, Pastor Mendes se defendeu e disse que a Igreja Quadrangular é democrática e não obriga ninguém a nada, tanto que tem outros candidatos em Lages.

Também negou que tenha produzido a carta e alegou que não sabe quem fez e por qual motivo, se na tentativa de ajudá-lo ou prejudicá-lo.

Admitiu que a rubrica é sua, mas destacou que a assinatura é eletrônica, e garantiu que não tomará nenhuma providência antes da eleição, já que, neste momento, sua preocupação é só em conquistar votos.

No último sábado, a Justiça Eleitoral apreendeu material de campanha de Pastor Mendes no interior da sede regional da igreja, na Avenida Belizário Ramos, no Bairro São Cristóvão.

O candidato diz que foram apenas um adesivo e 30 “santinhos” que estavam com cabos eleitorais na rua e, por descuido de algum deles, o material foi levado para dentro da igreja.

Quanto à carta, o chefe do cartório eleitoral de Lages, Gilmar Duarte, diz que, até a tarde desta quarta-feira, não havia sido protocolada nenhuma denúncia.

Já o promotor de justiça da 21ª zona eleitoral, Carlos Henrique Fernandes, não quis se manifestar sobre o procedimento em trâmite.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for “O ímpio não vai mais zombar de nós”

Deixe o seu comentário