Brian McLaren celebra união gay de seu filho

Autor de mais de 20 livros, Brian McLaren celebrou a cerimônia de compromisso de seu filho Trevor Douglas McLaren e seu parceiro do mesmo sexo, Owen Patrick Ryan, no sábado (22).

De acordo com o blog “Christianity Today”, a recepção aconteceu na Sociedade Naturalista Audobon em Chevy Chase, Maryland, logo após o casamento que foi realizado em Washington DC, no início do dia. Segundo o jornal The New York Times, a cerimônia de compromisso continha “elementos cristãos tradicionais”.

Segundo o The Cristian Post, a reação inicial de McLaren quanto ao seu filho Trevos foi desaparecendo com o tempo. Ele mudou seu modo de pensar sobre a homossexualidade e sua pecaminosidade. “Jamais havia imaginado que um dos meus filhos pudesse ser gay”, afirmou.

O The Christian Post falou sobre a reação de McLaren quando o seu filho Trevor saiu do armário e se abriu com ele. O teólogo mudou seu modo de pensar sobre a homossexualidade como sendo um pecado.  “Já havia mudado esta visão até mesmo antes de imaginar que um dos meus filhos pudesse ser gay.””Alguns anos depois daquilo, quando eu mesmo de alguma forma saí do armário como uma pessoa que não apoiava mais a visão tradicional e um de meus filhos se revelou para mim, só lembro que eu chorava e chorava, porque o meu pensamento era – ‘Se meu filho passou pelo mesmo tipo de dor que tantas outras pessoas passaram e eu não sabia disso, não poderia viver com aquilo”, McLaren continuou.

McLaren falou à NPR sobre por que mudou suas opiniões sobre a homossexualidade: “Eu era um bom garoto e acreditava no que me ensinaram. Como pastor, comecei a ter pessoas  gays vindo até mim e o que foi ficando cada vez mais claro foi que as experiências deles não podiam ser explicadas pela teologia e seria injusto continuar a defender o que eu tinha aprendido. Talvez eu pudesse dizer assim: Meu chamado para amar Deus e amar o meu próximo estavam em conflito com o que eu tinha sido ensinado que a Bíblia requeria de mim dizer e fazer”.

McLaren é o autor de mais de 20 livros e ajudou a iniciar a Cedar Ridge Community Church em Spencerville, Maryland. A revista Timeo nomeou  como um dos 25 evangélicos mais influentes nos Estados Unidos.Trevor Douglas McLaren e Owen Patrick.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Brian McLaren celebra união gay de seu filho

7 Comentários

  1. Marcos D. Muhlpointner disse:

    É lamentável que alguém mude de postura teológica por causa de um comportamento que não é indicado na Bíblia. E o que é pior, para justificar um comportamento errado diante de Deus. Deveria ser o contrário: nós mudarmos de comportamento por causa do que nos ensina a Bíblia. A primeira união – e única aceita por Deus – foi constituída entre um homem e uma mulher.

    • Lembre-se que a Bíblia previa também a união entre um homem e várias mulheres, um homem e sua escrava, um soldado e a prisioneira de guerra… A lei não existe para ser cumprida, mas, para mostrar o quanto estamos distantes da vontade de Deus! Amar a Deus acima de todas as coisas e ao próximo como ama a si mesmo, esse é o maior mandamento. O maior mandamento é o amor! Não ama quem se julga maior ou melhor que os outros, ou mais certo, mais cheio de virtudes… Lembrem-se que aqueles que seguem a Lei tornam-se escravos dela e serão julgados por ela! Mas nós somos libertos por Jesus, pela sua bondade…

  2. Silvio Campos disse:

    Quando penso que há apenas alguns anos a Mulher não tinha direitos como tem hoje, e que isso era fundamentado nessa tal “palavra divina” (Efésios 5:22-23), nessa tal VERDADE ABSOLUTA a que o Sr. Fabio Cassiano (e seus aquiescedores) se referem à título de “conversão”, seguindo premissas de um “Cristianismo verdadeiro”, eu tremo em pensar no dano que fundamentalistas religiosos são capazes de causar à uma sociedade. Nenhuma verdade é absoluta, assim como nenhuma guerra pode ser santa. O nosso direito começa onde o do nosso próximo termina. É um absurdo o que parte da humanidade vive hoje, se achando no direito “divino” de apontar a privacidade dos outros como “certa ou errada”, pautando seus argumentos em textos religiosos como se estes fossem a carta magna de um país. Parabéns à família McLaren (e a todas as famílias que celebram com amor no coração a união de seus queridos independentemente de suas orientações sexuais) pela atitude em celebrar o amor em mais uma de suas formas. São um exemplo de vanguarda em uma época negra, em que vivemos uma nova inquisição espiritual onde não mais as “bruxas” e mulheres são caçadas, mas homossexuais e pessoas que demonstram seu amor uns pelos outros.

  3. claudio augusto disse:

    O problema é que ele fez uma cerimonia religiosa, onde a grande maioria é terrivelmente idolatra com relação ao que é propriedade da “fé”. Fico feliz de saber que Deus não é cristão.

  4. Celso Ramos disse:

    A confusão es tá instalada..”do jeitinho que o Diabo gosta”!!!!!!

  5. DERMEVAL JOAQUIM DA SILVA FILHO disse:

    CARAMBA POVO,VOCES QUEREM DAR JEITINHO PARA TUDO,SE DEUS FALA QUE É ABOMINAVEL,PECADO,PARA DE QUERER AGRADAR SO PARA NAO FICAR MAL NA FITA,E MELHOR FICAR MAL COM O HOMEM,DO QUE COM DEUS

  6. aluizio disse:

    A Bíblia é a nossa regra de fé e prática,
    E não a doutrina dos homens que não um compromisso serio com Deus

Deixe o seu comentário