No Canadá, oito adolescentes são presas por “bullying”

João Novaes, no Opera Mundi

Oito adolescentes canadenses foram presas no Canadá acusadas pela prática de bullying contra um rapaz e colega de classe em um colégio na cidade de London, Ontário, a 200 quilômetros de Toronto.

De acordo com a polícia local, as jovens foram detidas após uma série de investigações concluir que elas praticaram assédio físico, moral e cibernético (ou cyberbullying) contra o garoto. Após serem formalmente acusadas, foram soltas pela justiça por se comprometerem a comparecer às próximas sessões de julgamento.

“O bullying” não será tolerado em nossa comunidade. O comportamento mostrado por essas estudantes é condenável e será adequadamente analisado pelo sistema judicial”, afirmou a polícia provincial em comunicado. Os agentes de segurança não deram maiores detalhes sobre a vítima, as acusadas e o local de convivência entre ambos. Apenas revelaram que prestaram apoio à vítima e que ela se encontra em segurança após o início do inquérito.

Antecedentes

Trata-se do primeiro caso grave registrado e tornado público em todo o país após o suicídio da jovem Amanda Todd, de apenas 15 anos, que revoltou a população. Antes de morrer, há uma semana, ela gravou um vídeo sem pronunciar uma palavra e através simplesmente de pequenos cartazes, explica o assédio que sofria há três anos.

Na gravação, de apenas nove minutos e intitulado “Minha história: luta, assédio, suicídio, dano”, Amanda explica que quando tinha 12 anos um homem que conheceu através de um bate-papo na internet a convenceu de que lhe mostrasse os seios. Embora tenha sido o caso mais midiático, esta não foi a única ocasião em que um adolescente tirou a própria vida no país pelo mesmo motivo.

O pesadelo de Amanda continuou outro ano mais apesar de ela ter mudado de colégio. Certa vez, alguns jovens a esperaram na frente de sua nova escola e a namorada de um amigo bateu nela enquanto outros gravavam em seus telefones celulares a agressão.

“Queria morrer. Quando (meu pai) me trouxe para casa, bebi água sanitária. Aquilo me matou por dentro e achava que ia mesmo morrer. A ambulância veio, me levou para o hospital e me trataram”, continua a jovem canadense no vídeo.

Nesta semana, um grupo parlamentar pediu ao Congresso canadense a criação de uma comissão que estude a possibilidade de criar uma estratégia nacional de prevenção contra a prática do bullying.

Abaixo, o vídeo de Amanda Todd.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for No Canadá, oito adolescentes são presas por “bullying”

Deixe o seu comentário