Colorado e Washington aprovam legalização da maconha

Publicado na Veja

Estados americanos decidiram sobre 170 temas, alguns bastante controversos

Os estados americanos de Colorado e Washington aprovaram na terça-feira o consumo recreativo da maconha, uma medida inédita no país. Ao mesmo tempo em que eram realizadas as eleições presidenciais, nas quais o presidente Barack Obama conseguiu um segundo mandato, os eleitores votaram 170 questões locais.

Três estados realizaram consultas sobre a legalização da maconha, incluindo seu consumo com fins recreativos. O Colorado (centro-oeste) aprovou o referendo com 54% a favor e 46% contra, enquanto Washington (noroeste) registrou 55% a favor e 45% contra, segundo resultados parciais da CNN. O Oregon, também no noroeste, rejeitou a proposta, com 56% contra 44%.

O consumo de maconha para fins medicinais foi rejeitado em Arkansas, mas autorizado em Massachusetts. O consumo da droga já é legal na Califórnia e em outros 15 estados dos Estados Unidos, além do Distrito Federal, mas apenas com fins medicinais.

Aborto – Outro tema controverso decidido em alguns estados foi o aborto, um assunto que divide os Estados Unidos, e foi bastante debatido durante a campanha eleitoral. Na terça-feira, a Flórida rejeitou uma medida que buscava proibir a concessão de fundos públicos para financiar o aborto, com 55% dos eleitores contra e 45% a favor.

Já Montana aprovou uma medida que exige permissão dos pais antes da realização de aborto em garotas menores de idade. Os eleitores do estado também rejeitaram a proposta de promover acesso aos serviços públicos em geral para imigrantes ilegais.

Massachusetts rejeitou uma medida para facilitar a eutanásia, enquanto a Califórnia barrou uma iniciativa contra a pena de morte e uma proposta que pretendia obrigar os distribuidores de alimentos geneticamente modificados a etiquetá-los como tais.

Casamento gay – Outros três estados legalizaram o casamento homossexual – Maine, Washington e Maryland. No Maine, 54% dos eleitores aprovaram o casamento entre pessoas do mesmo sexo, proposta rejeitada em um referendo em 2009. Washington e Maryland (noroeste) pareciam seguir seus próprios passos, já que essas medidas já haviam sido aprovadas em nível legislativo. Segundo projeções da CNN com base em resultados parciais, os dois estados aprovaram o casamento gay com 52% de apoio.
O casamento entre pessoas do mesmo sexo não é reconhecido em nível federal, mas antes de terça-feira já era legal nos estados de Connecticut, Iowa, Massachusetts, New Hampshire, Nova York, Vermont e no distrito de Columbia, ao qual pertence a capital, Washington. No entato, a união é constitucionalmente proibida em outros 31 estados.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Colorado e Washington aprovam legalização da maconha

Deixe o seu comentário