Sobre Deus e o café

George Huxcley, no Facebook
— Não creio mais em Deus, já tem um tempo.
Sabe, crer em Deus exige de mim, uma teologia, uma explicação, crer em Deus, precede uma causa, nada pode ser aleatório, precisa de um Deus onipotente, onipresente, as vezes insensível as vezes implacável, o processo de crença denota um racionalismo, uma ciência, tudo precisa ser incessantemente encaixado, nada pode fugir ao padrão,

o Deus da crença precisa de legisladores, guardadores dos seus estatutos.Não creio em nada, tudo muda tão rápido, ontem eu acreditava que o café fazia bem, mas me vem cientistas e falam que faz mal, ora, me sinto tão bem com ele, vou ficar com a opinião daqueles que dizem que ele não faz mal, por que? Eu quero, simples… e no final sempre pendemos para o lado que mais nos agradam mesmo.O Deus da crença, não pode ser totalmente bom, não pode ser totalmente mau, em geral, ele é o modelo de perfeição que idealizamos.
O Deus da crença é limitado a quatro paredes, divididos por guetos, por exemplo: Se creio no Deus cristão, eu não posso crer no Deus indígena, no Deus afro, no Deus islâmico, se minha crença é evangélica, eu não posso crer no Deus Franciscano, que absurdo não?!O Deus da crença é cheio de dogmas, rituais de passagem, toda hora está tentando se provar, precisa ter o ego inflado, cheio de limites, tem hora que parece até que vive no tempo (como nós) …

A Partir de hoje se me perguntarem se creio em Deus, serei categórico em dizer que Não!
Então você é ateu? Dirão os mais rápidos em rotular.
Responderei: — Claro que não! Ateu é você, que nega a existência de qualquer outro Deus, caso este não lhe convenha.

Meu Deus é branco e preto, tem todas as cores, e nenhuma ao mesmo tempo.

Mas, você aí me pergunta, George o que o café tem com isso?

Lhe respondo. Meu Deus é igual ao café, pode fazer tanto bem, como pode fazer mal, tudo depende da dosagem, e não vejo problema algum mistura-lo com outras coisas, como leite com chocolate, as vezes gosto mais amargo, as vezes mais doce, mas uma coisa é certa, não me preocupo em crer no café, me concentro em provar dele, o mesmo vale para Deus.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Sobre Deus e o café

Deixe o seu comentário