Vereador de Caruaru sai no tapa com estudante que protestava contra reajuste de salário do Legislativo e Executivo

Jénerson Alves, para o Pavablog

A partir de 2013, o prefeito de Caruaru-PE, Zé Queiroz (PDT), vai receber R$ 25 mil. O valor é um pouco menor do que o salário bruto da presidenta Dilma Rousseff (PT), que recebe o bruto de R$ 26.723,13. O vice-prefeito do município, Jorge Gomes (PSB), terá o subsidio afixado para R$ 12,5 mil, os secretários terão os valores aumentados para 11 mil e os vereadores para R$ 12 mil. Atualmente, os subsídios pagos ao prefeito, vice-prefeito, vereadores e secretários chegam a R$ 16 mil, R$ 8 mil e R$ 9 mil, respectivamente.

Vale lembrar que a cidade de Caruaru, a 130km do Recife, tem uma população de pouco mais de 300 mil habitantes e um orçamento previsto para o próximo ano de R$ 957.420.000,00 (novecentos e cinquenta milhões quatrocentos e vinte mil reais), ou seja, o maior já registrado na história do município.

A votação para o aumento ocorreu em sessão ordinária na terça-feira (11), na sede da Academia Caruaruense de Cultura, Ciências e Letras (Acaccil), local em que as reuniões da Câmara estão acontecendo, pois a Casa Legislativa está em reforma.

No entanto, o que chamou mais atenção foi o clima de pé de guerra que marcou a reunião. Como as galerias estavam lotadas de manifestantes – que se articularam para expressar a contrariedade ao aumento – a tensão predominou entre os ‘representantes do povo’ e os seus representados.

Após o término da sessão, um vereador – por sinal, o mais antigo da Casa, com quase 40 anos de mandatos – literalmente saiu no braço com um estudante, que estava protestando contra o reajuste salarial. Conforme registrado por um blog local, o edil Leonardo Chaves (PSD) “foi para as vias de fato” com o estudante Silvio Félix, de 17 anos, que o provocava.

Quando ele tentou novamente sair da sede provisória da Câmara, uma das pessoas que o acompanhava, o líder comunitário Paulo Sérgio, se envolveu em uma agressão com outro manifestante, Pablo Aristedes, 20 anos, e os dois foram encaminhados para a delegacia, enquanto Leonardo foi embora do local.

O blog ainda registra que naquele momento a Polícia Militar já estava no local, mas era tarde demais e a situação já tinha fugido ao controle da Presidência do Legislativo e maculado a imagem da Câmara, na reta final da atual legislatura.

Para a cientista política Ana Maria Barros, uma das primeiras mobilizadoras contra o reajuste, isso revelou um desrespeito à democracia. “Quem não quer enfrentar a revolta do povo não propõe imoralidade, honra é mais importante que dinheiro, hoje tivemos o pior exemplo de imoralidade dos 30 anos que moro em Caruaru”, refletiu.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Vereador de Caruaru sai no tapa com estudante que protestava contra reajuste de salário do Legislativo e Executivo

Deixe o seu comentário