Corpo esquelético de anorexia é sonho de muitas adolescentes

Pesando apenas 25 kg, a britânica Valéria Levitin, de 39 anos, se considera a mulher mais magra do mundo. Mas, sua aparência serve como uma advertência sobre os perigos dos distúrbios alimentares.

O mais preocupante dessa história é que Valéria, que se mudou com a mãe para Chicago quando tinha 16 anos, e hoje aos 39 recebe cartas de meninas que gostariam de “copiar” sua aparência esquelética, segundo o tabloide The Sun. “Todas as cartas que recebi são de meninas com cerca de 20 anos, que me veem como uma espécie de inspiração”.

A mulher, que desenvolveu a anorexia durante a adolescência, foi escolhida para falar sobre como a doença afetou sua vida e como ela luta para vencê-la. “Eu quero que os jovens tenham uma vida feliz e saudável. A anorexia me fez ficar sozinha”. Ela acredita que as críticas da mãe contribuíram para o surgimento da doença.

Anorexia e bulimia atingem cada vez mais idosas, gravidez faz mulher superar anorexia. “Minha mãe tinha medo que eu engordasse. Por essa razão, ela restringia minha alimentação”. Hoje, sua dieta inclui apenas frutas, uma pequena porção de carne e legumes. Muitos alimentos precisam ser evitados, pois seu corpo não consegue digeri-los corretamente.

Além disso, Valéria precisa tomar medicamentos para tratar os hematomas de seu corpo e, também, para fortalecer os ossos.

 

 

 

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Corpo esquelético de anorexia é sonho de muitas adolescentes

Deixe o seu comentário