Dez pessoas morrem durante culto da Igreja Universal em Luanda

Publicado originalmente no Portugal Digital29

Pelo menos dez pessoas morreram, na noite de segunda-feira, 31 de dezembro, em Luanda, capital de Angola, e 120 ficaram feridas durante uma cerimónia da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD).

O acidente ocorreu no Estádio Nacional da Cidadela Desportiva onde decorria a vigília da IURD designada “Vigília da Virada – Dia do Fim”. A maioria das vítimas sofreram esmagamento e asfixia.

Segundo o Serviço Nacional de Proteção Civil e Bombeiros, o recinto tinha capacidade para 70 mil pessoas, mas concentraram-se no local 250 mil pessoas e apenas dois dos quatro portões estavam abertos.

Em declarações hoje à imprensa, o bispo-adjunto da Igreja Universal do Reino de Deus, em Angola, Ferner Batalha admitiu que o número de fiéis que esteve na cidadela excedeu a capacidade do recinto.

“A nossa expectativa era ter 70 mil pessoas, mas foi de longe superada”.

Afirmou que na preparação do evento a organização notificou as autoridades policiais e pediu a colaboração da Cruz Vermelha de Angola e das Emergências Medicas para o acompanhamento da vigília antes, durante e depois.

A directora clínica do Hospital Américo Boavida, Lina Antunes, confirmou hoje, quando a unidade atendia as primeiras vítimas, que a causa principal das mortes foi a asfixia.

Realçou que, até por volta das 02h30 desta terça-feira o hospital tinha assistido 70 pessoas, relacionadas com o caso.

Explicou que, e de acordo com as explicações do pai de três das vítimas, a maior parte  resultou do incidente que ocorreu numa das entradas do recinto e onde terá havido uma certa confusão.

Milhares de pessoas provenientes de distintas zonas de Luanda estiveram presentes no Estádio da Cidadela para assistir à designada Vigília da Virada – Dia do Fim. Com informações da Angop.

dica da Raquel Foresti

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Dez pessoas morrem durante culto da Igreja Universal em Luanda

Deixe o seu comentário