Pastor e esposa são suspeitos de abusar de seis crianças e adolescentes em PE


x
Publicado originalmente no G1

Um pastor evangélico de 30 anos e sua esposa, de 26, são suspeitos de abusar sexualmente de seis menores com idades entre 12 e 17 anos, no bairro de Várzea Fria, na cidade de São Lourenço da Mata, Região Metropolitana do Recife.

As denúncias foram realizadas pelos pais das crianças no mês de novembro, na Gerência de Polícia da Criança e do Adolescente (GPCA), no Recife. De acordo com o delegado da GPCA responsável pelo caso, Geraldo Costa, o pastor cometia crimes de estupro de janeiro de 2012 a junho, mas um dos jovens, hoje com 16 anos, afirma ter sofrido abuso quando tinha 10.

O suspeito confessa um dos crimes, um ato sexual com uma adolescente de 13 anos, mas afirma ter sido consensual. “O fato de ter sido com o consentimento dela, ou não, não exclui o fato de que é um crime por ser com uma menor de idade”, explica Geraldo Costa. Ainda segundo o delegado, o pastor era muito respeitado na comunidade. “As crianças eram ameaçadas por ele, que dizia que ninguém ia acreditar nelas porque ele era pastor”, diz o delegado. Além disso, o casal também oferecia presentes para que elas mantivessem segredo dos abusos.

O delegado conta que, de acordo com o depoimento do pastor, tudo começou porque a esposa o teria traído. “Para se vingar, ele teria mantido relação sexual com o jovem que teria ficado com a esposa do pastor. A palavra dele é que ele queria desmoralizar o rapaz”, conta o delegado.

Os boatos sobre o crime começaram porque uma das crianças abusadas contou aos pais, até que um total seis denúncias chegaram à delegacia durante as investigações. De acordo com a polícia, as seis crianças eram quatro meninas e dois meninos.

O suspeito é pastor da Assembleia de Deus Ministério e Missões, igreja fundada por ele mesmo na cidade há cerca de dois anos. Ainda de acordo com Geraldo Costa, o pastor teve um desentendimento na Assembleia de Deus e fundou a própria congregação. Todas as famílias das crianças eram fiéis frequentadores da igreja do pastor.

De acordo com a GPCA, a mulher do pastor era cúmplice do crime porque segurava e amarrava as crianças enquanto o marido praticava o ato sexual e também praticava ela mesma abuso sexual com as crianças do sexo masculino. O pastor e a esposa já prestaram depoimento e serão indiciados por estupro com violência e estupro de vulnerável, podendo pegar mais de 30 anos de prisão cada um. O inquérito foi instaurado na GPCA do Menor Vítima e encaminhado à Justiça nesta quinta (3), para procedimentos cabíveis.

Os suspeitos aguardam decisão da Justiça em liberdade. “A prisão deles não foi solicitada durante o inquérito porque, com a chegada dos laudos, eles colaboraram com as investigações e não estavam apresentando ameaça às vítimas”, explica Geraldo Costa.

vídeo: TV Jornal

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Pastor e esposa são suspeitos de abusar de seis crianças e adolescentes em PE

Deixe o seu comentário