Governo uruguaio propõe desarmamento em troca de computadores ou bicicletas

foto: Internet

foto: Internet

Iniciativa do Ministério do Interior visa combater mercado ilegal de armas

Publicado originalmente no Opera Mundi

O ministério do Interior do Uruguai anunciou em seu site uma campanha inusitada, que propõe a entrega de uma bicicleta ou computador em troca de uma arma de fogo. Denominada “Armas para a Vida”, a iniciativa visa diminuir a circulação de armas não registradas no território uruguaio e incentivar o desarmamento.

“No Uruguai existe uma grande quantidade de armas de fogo sem registro que estão em poder dos cidadãos. São estas armas que, em algum momento e por causas como venda e roubo, podem terminar entrando no mercado ilegal”, explica o comunicado.

O jogo de palavras que deu nome à campanha se deve à noção local de que o computador é uma “arma de conhecimento”, enquanto a bicicleta é uma arma “para o lazer, exercício ou trabalho”.

O recente anúncio não será o único instrumento governamental na luta pelo desarmamento: a iniciativa será acompanhada de operações policiais para a recuperação de armas ilegais e de uma campanha de “porte responsável”. Ela consiste na orientação sobre os requisitos para a compra de armas e sobre treinamento para o uso.

O início da campanha “Armas para a Vida” deve coincidir com a votação no Parlamento, nos próximos meses, de um projeto de lei que prevê prisões de um a 12 anos para cidadãos que portam armas não legalizadas. Se aprovada, o prazo para a entrega ou regulação dos armamentos será de seis meses.

Segundo o jornal uruguaio El Observador, “a decisão coincide com o avanço – no ano passado e no presente – dos crimes vinculados ao narcotráfico que levaram a oposição a questionar o governo”.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Governo uruguaio propõe desarmamento em troca de computadores ou bicicletas

Deixe o seu comentário