Para 47% dos leitores, sucessor de Bento 16 deveria ser um brasileiro

O cardeal brasileiro, João Braz de Aviz, que está entre os possíveis sucessores de Bento 16 / Tony Gentile - Reuters

O cardeal brasileiro, João Braz de Aviz, que está entre os possíveis sucessores de Bento 16 / Tony Gentile – Reuters

Publicado originalmente na Folha de S.Paulo

A maioria dos leitores da Folha acredita que o próximo a suceder ao papa Bento 16, que anunciou sua renúncia na segunda-feira (11), deveria ser um cardeal brasileiro.

Com 47% dos votos, os leitores afirmam que a vaga deve ser preenchida por um brasileiro, enquanto 22% preferem ver um cardeal africano como o líder da Igreja Católica.

Um papa italiano foi a opção de 11% dos leitores. Empatados com 6% das preferências estão um cardeal latino-americano (mas não brasileiro) e um europeu (mas não italiano). Um cardeal da América do Norte foi a escolha de 5% dos leitores e, em último lugar, 3% dos leitores optaram por um cardeal asiático.

No total, 2.781 pessoas participaram da enquete promovida pelo Painel do Leitor.

O cardeal d. Odilo Pedro Scherer, que também é cotado para vaga de papa / Avener Prado - Folhapress

O cardeal d. Odilo Pedro Scherer, que também é cotado para vaga de papa / Avener Prado – Folhapress

Apesar da preferência da maioria dos leitores, a possibilidade da vaga ser ocupada por um candidato vindo de fora da Europa é escassa, porque há forte resistência da máquina administrativa da igreja. No entanto, ela existe. Pelo menos essa é a opinião do vaticanista americano Kevin Eckstrom.

Embora não existam candidatos oficiais, há cardeais e bispos mencionados com mais frequência como possíveis sucessores. Entre eles estão os brasileiros João Braz de Aviz, 65, e Odilo Pedro Scherer, 63. De Gana, na África, o mais cotado é Peter Turkson, 64.

Em abril de 2005, logo após a morte do papa João Paulo 2º, o mais cotado para assumir sua vaga, segundo a empresa britânica de apostas Paddy Power, era o cardeal italiano Dionigi Tettamanzi, arcebispo de Milão, atualmente com 78 anos.

Ainda segundo a bolsa britânica, na época, o brasileiro d. Cláudio Hummes estava em quinto lugar na preferência dos apostadores, empatado com o italiano Angelo Scola e com o austríaco Christoph Schönbom.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Para 47% dos leitores, sucessor de Bento 16 deveria ser um brasileiro

Deixe o seu comentário