Evangélicos criam abaixo-assinado contra Marco Feliciano

Eleição de Marco Feliciano vem sendo criticada pelo país. (Foto: Estadão Conteúdo)

Eleição de Marco Feliciano vem sendo criticada pelo país. (Foto: Estadão Conteúdo)

Publicado originalmente no Yahoo! Notícias

Eleito novo presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara, o pastor Marco Feliciano (PSC-SP), ao contrário do que se imagina, não vem recebendo apoio da massa evangélica em sua totalidade. A Rede Fale, representante de 39 grupos religiosos, anunciou seu repúdio à eleição e lançou abaixo-assinado para retirá-lo do cargo.

Descontentes com a posição homofóbica e racista do presidente, a instituição defende os valores pregados dentro das igrejas evangélicas, citando nomes de religiosos que trabalharam em defesa dos direitos humanos.

“Os exemplos históricos de cristãos envolvidos com os Direitos Humanos são vários, figuras como a do pastor batista Martin Luther King Jr. ou do bispo anglicano Desmond Tutu nos inspiram por exatamente colocarem a fé como o motor para suas ações de promoção e defesa dos direitos”, diz a Rede Fale, em carta aberta publicada em seu site.

Além do comunicado, o grupo lançou um abaixo-assinado visando anular a eleição de Marco Feliciano. Esta não é a primeira manifestação contra a eleição do pastor à presidência da Comissão de Direitos Humanos da Câmara. Um grupo de internautas iniciou uma mobilização no Facebook para promover neste sábado (9) uma mobilização em 10 cidades brasileiras.

Chamado de “Ato de Repúdio” à nomeação do parlamentar, o evento deve acontecer simultaneamente às 14 horas. Em São Paulo, os manifestantes devem se concentrar na esquina da avenida Paulista com a rua da Consolação.

Veja a carta da Rede Fale na íntegra

“Nós, da Rede FALE, somos evangélicos/as oriundos de diversas igrejas evangélicas, tradicionais e pentecostais, que militam no campo dos direitos humanos. A Rede FALE foi criada inspirada no texto de Provérbios 31.8-9 há 10 anos e tem como vocação ser um testemunho do engajamento e da fé dos cristãos na sociedade brasileira. Um dos elementos centrais de nossa ação é a compreensão que a oração é um poderoso instrumento para mudar a realidade, reunindo em nossas ações a mobilização de grupos para reuniões de oração, como também para manifestações e ações públicas.

Neste contexto recebemos com interesse a notícia de que o PSC seria responsável pela presidência da CDHM. Temos a convicção de que a base da garantia dos Direitos Humanos está no reconhecimento da sacralidade da Vida, que provém, como cremos, da imagem e semelhança de Deus que todo ser humano possui (Gn 1.26-27). Acreditamos também que a maneira como tratamos outro ser humano é reflexo de nossa atitude para com o Criador.

Desprezar o primeiro é desrespeitar o segundo (cf. Pv. 14.31; Tg 3.9). Os exemplos históricos de cristãos envolvidos com os Direitos Humanos são vários, figuras como a do pastor batista Martin Luther King Jr. ou do bispo anglicano Desmond Tutu nos inspiram por exatamente colocarem a fé como o motor para suas ações de promoção e defesa dos direitos.

Os necessários avanços dos Direitos Humanos no Brasil poderão acontecer sob a gestão do PSC e, para tanto, nos parece estratégico ouvir o clamor das ruas e dos movimentos sociais com respeito à escolha, pelo partido, de um nome que não traga tamanha carga negativa para a presidencia da Comissão de Direitos Humanos e Minorias.

O PSC possivelmente possui em seus quadros outros parlamentares que possam assumir a presidencia da comissão, e que poderiam contribuir com uma postura conciliadora e propositiva, na qual Cristo tem sido nosso maior exemplo. Parlamentares mais experientes e entendidos dos ritos e processos da casa também seria um importante critério, considerando o destaque que a comissão possui.

Prezado irmão, escrevemos aqui sob o temor ao nosso Deus e conscientes de que há um caminho de consenso para esta situação. A ninguém, e muito menos aos direitos humanos, interessa que seja estabelecida uma disputa entre posições extremas, ou mesmo entre visões que se percebem antagônicas.

Em oração para que Deus os cuide e ilumine nessa importante tarefa que têm pela frente, despedimo-nos,

Em Cristo,

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Evangélicos criam abaixo-assinado contra Marco Feliciano

7 Comentários

  1. Guest disse:

    Jakson Queiroz deveria provar então sua fala ou pergunta, pois ainda que fossem ativistas, eles querem se colocar e tentar minimizar o que a seculos foram construido de forma errada…se não houvesse ativistas na área do feminismo o machismo seria bem pior, se não houvesse ativistas em áreas a fim de mudar a realidade vivenciada por mentes medíocres, ainda nós mulheres não votaríamos, ainda estaríamos a um passo atras, se alguem não fosse ativista ainda existiria escravidão, ainda existiriam um mundo injusto e cheio de comportamentos abusivos, são esses ativistas que lutam por classes, pela minoria…
    cada reação é devida a uma ação….

  2. Adriana de oliveira braz disse:

    Ser evangélico é um modo de vida. Ninguém pode ser meio evangélico. A bíblia fala e é clara.

    “Tudo me é permitido”, mas nem tudo convém. “Tudo me é permitido”, mas eu não deixarei que nada domine.

    “Os alimentos foram feitos para o estômago e o estômago para os
    alimentos”, mas Deus destruirá ambos. O corpo, porém, não é para a
    imoralidade, mas para o Senhor, e o Senhor para o corpo.

    1 Coríntios 6:12-13
    Visite meu blog!
    http://http/www.modaevangelicamoderna.com

  3. Pela cassação de Marco Feliciano. Tirá-lo da CDH não basta. Temos de mostrar que não queremos políticos assim!

    http://www.avaaz.org/po/petition/Cassacao_por_quebra_de_decoro_contra_Marco_Feliciano/

  4. Rita Cytryn disse:

    Injustiça contra o Pr. Marcos Feliciano. Vergonha a atitude dos cristãos contra o pastor! Lamentável.

  5. Daniel Araujo disse:

    Muito válida a revolta e que bom que isso pode conseguir retirar da CDH alguém que não demonstrou competência e histórico para isso. Mas é surpreendente como corrupção e nomeações de incompetentes não despertam a mesma revolta! Presidentes de outras comissões, presidentes do Senado e Câmara, Ministros, diretores de estatais, são facilmente tolerados pela nossa sociedade. E garanto que fazem mais mal do que o tal Feliciano. Nossa saúde está cada vez mais doente, nossas estradas e portos cada vez mais incapazes, nossa Petrobras perdeu a corrida com o consumo, nosso programa de álcool perdido, nossa educação incapaz de organizar um ENEM confiável e de grandes progressos nas medições internacionais… E a única coisa que conseguimos nos indignar a ponto de forçar uma mudança é o Feliciano! Algo para pensar.

  6. CEZAR disse:

    QQQQQUUUUUUUEEEEEE!!!!!!!!. palhaçada é essa. vocês se dizem cristão.??!?!?!?!?!!?!!?!?!?

    Eu não conheço o Feliciano pessoalmente vi poucas pregações dele. Mas o que aconteceu com a Igreja de Cristo!?!?!

    Levantando se uns contra os outros, servido de munição para o imigo!!!!

    Que vergonha sinto em ver tamanha diferença na igreja de hoje com a Igreja que Jesus levantou lá em Atos.

    Que falta de unidade, de respeito e Amor.

    Eu posso não concordar em muitos aspectos com o Feliciano, mas semear a divisão e dentro da Noiva de Cristo, publicamente, isso jamais.

    Vocês deveriam ter vergonha de se dizerem cristão. Ja leram a Bíblia hoje ou pelo menos essa semana então leiam Tiago 4 11-12.

    Quando vejo pessoas que se dizem igreja agindo contra propria Igreja descubro que não conhecem a Deus de verdade pois quem conhece o Deus VERDADEIRO ama (1 Jo 4:8).

    Orem por ele ao inves de deixarem o diabo usar vocês.

    • Danilo disse:

      Como fui abençoado com esse texto meu irmão! A Igreja de Jesus é UMA, e o pr. Marco Feliciano (por mais que eu discorde dele em alguns aspectos) está HONRANDO a Jesus Cristo, coisa que muitos desses que se dizem cristãos não fazem, preferem se esconder no meio da multidão.
      Deus não precisa de vocês. Vocês são como água morna, vocês dão ânsia de vômito pra Deus, vocês dão NOJO a Deus.
      Irmãos, nós não somos profissionais, não podemos ser amigáveis em relação a assuntos como aborto e casamento homossexual. Nós somos ODIADOS pelo mundo, e, qualquer que quiser ser amigo do mundo, constitui-se inimigo de Deus. O mundo não tem que ver a gente com bons olhos, fazer isso não nos faz dignos de Jesus.
      O nosso irmão Marco Feliciano está defendendo os princípios bíblicos, e tentando a todo custo não autorizar essas PALHAÇADAS que deixa nosso país cada vez mais semelhante a Sodoma e Gomorra.
      Vamos orar pela vida dele.

Deixe o seu comentário