Artistas do giz ‘3D’ pintam ilusões nas calçadas de Bangcoc

Artistas da Ásia também participam do evento, embora a maioria dos pintores seja de europeus. O único latino é o mexicano Juandrés Vera. fotos: Ashkan Sharifi.

Artistas da Ásia também participam do evento, embora a maioria dos pintores seja de europeus. O único latino é o mexicano Juandrés Vera. fotos: Ashkan Sharifi.

Marina Wentzel, no BBC Brasil

Pintores de imagens tridimensionais se reúnem pela primeira vez em Bangcoc, capital tailandesa, para um festival de arte de rua.

O grupo de 20 artistas estrangeiros e locais explora a interação com o público em imagens surreais e intervenções bem humoradas sob o tema “Rua das artes, rua da diversão”.

A exibição está espalhada por 106 mil metros quadrados e dividida em 11 áreas na região de Rachaprasong.

Esta parte da cidade é conhecida também por abrigar manifestações.

Foi ali que oposicionistas entraram em choque com o governo em 2010, num confronto que resultou em dezenas de mortos.

A intenção é também superar as lembranças negativas e “criar uma nova dimensão de turismo em Bangcoc com cores e exposições”, disse Pensuda Prai-aram, chefe da Secretaria de Turismo.

Segundo os artistas, o público formado por turistas e tailandeses tem demonstrado interesse.

“Nossa arte é de graça e desperta a curiosidade das pessoas. É uma arte democrática, que todos entendem e por isso transcende diferenças culturais”, disse à BBC Brasil o pintor holandês Ruben Poncia.

“O uso de 3D e 4D permite às pessoas posar para fotos junto da obra e torná-la interativa. É um tema universal e por isso apreciado por muita gente”, conclui o muralista mexicano Juandres Vera.

Um festival de arte de rua leva a arte 3D para as calçadas de Bangcoc. Alguns dos artistas que participam do evento fazem parte de uma trupe itinerante chamada 'We Talk Chalk' ('Nós falamos giz', em tradução livre).

Um festival de arte de rua leva a arte 3D para as calçadas de Bangcoc. Alguns dos artistas que participam do evento fazem parte de uma trupe itinerante chamada ‘We Talk Chalk’ (‘Nós falamos giz’, em tradução livre).

'Nossa arte é de graça e desperta a curiosidade das pessoas. É uma arte democrática, que todos entendem e por isso transcende diferenças culturais', disse à BBC Brasil o pintor holandês Ruben Poncia.

‘Nossa arte é de graça e desperta a curiosidade das pessoas. É uma arte democrática, que todos entendem e por isso transcende diferenças culturais’, disse à BBC Brasil o pintor holandês Ruben Poncia.

 

Depois de Bangcoc os artistas seguem para um outro festival similar organizado na cidade de Chiang Mai, que fica no norte da Tailândia e é conhecido destino turístico.

Depois de Bangcoc os artistas seguem para um outro festival similar organizado na cidade de Chiang Mai, que fica no norte da Tailândia e é conhecido destino turístico.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Artistas do giz ‘3D’ pintam ilusões nas calçadas de Bangcoc

Deixe o seu comentário