O fim do golpe da TelexFree

telex

Luis Nassif, na CartaCapital

Ontem à tarde, através de sua página no Facebook, a empresa TelexFree deu ordem de debandada a seus divulgadores. Meia hora antes, em meu Blog, publiquei um pequeno organograma, com vários sites que faziam parte do esquema.

Foi o fim de cinco dias de luta surda, na qual meu Blog foi derrubado dezenas de vezes pela quadrilha, para impedir de veicular detalhes da denúncia.

À tardinha, a Secretaria Especial de Acompanhamento Econômico (SEAE) do Ministério da Fazenda informou que estava aguardando apenas um parecer da Procuradoria da Fazenda para acionar a Polícia Federal e o Ministério Público.

***

Chega ao fim o mais atrevido golpe já perpetrado contra o consumidor brasileiro. Durante um ano, o esquema TelexFree envolveu um milhão de pessoas e movimentou mais de R$ 300 milhões através de uma versão online do velho golpe da pirâmide.

***

O esquema surgiu inicialmente em 2009, montado pelo aventureiro capixaba Carlos Wenzeler, através de um site denominado de Disk à Vontade.

Para entrar no jogo, a pessoa tinha que pagar de US$ 200 a US$ 1.000 dólares. Depois, colocar publicidade em sites de Internet dos serviços de VoIP (telefonia pela Internet) da TelexFree. Por cada publicidade colocada, a pessoa receberia US$ 20.

Acontece que toda a remuneração dos primeiros da fila era bancada pelos últimos que entravam – como em toda pirâmide, levando ao estouro da boiada depois de algum tempo.

***

A versão inicial do golpe demorou um pouco a decolar devido à falta de confiabilidade na empresa.

Aí Wenzeler deu o segundo passo. Foi até os Estados Unidos, localizou uma pequena empresa de VoIP e tornou-se sócio dela. A empresa tinha um pequeno escritório virtual em um grande prédio de Massachusetts. No site da TelexFree o prédio era apresentado como se fosse totalmente da empresa. E o sócio norte-americano como se fosse um gênio do marketing.

A publicidade da TelexFree ganhou impulso quando passou a veicular que a TelexFree americana era uma multinacional que existia desde 2002.

***

O passo seguinte foi arregimentar uma verdadeira quadrilha de oportunistas, espalhada por todo o país. Essas sub-quadrilhas montaram sites usando o nome da TelexFree na URL (o endereço da Internet). E inundaram o Youtube com vídeos vendendo as maravilhas do enriquecimento fácil.

***

Nos próximos dias a Polícia Federal entrará em cena, prendendo parte da quadrilha. A grande questão que se levanta é o fato da quadrilha ter agido por tanto tempo sem ser incomodada.

Os Procons do Acre e do Mato Grosso solicitaram informações à SEAE. Houve dificuldade em qualificar a natureza do crime. Por outro lado, não se sabia se a repressão deveria partir de Ministérios Públicos estaduais ou do Federal; se da Polícia Civil dos estados ou da Polícia Federal.

A cada dia que passava, mais consumidores eram prejudicados. Pululavam depoimentos de pessoas que chegaram a vender a casa para entrar no negócio.

***

Na semana passada, a presidente Dilma Rousseff anunciou que o governo daria toda ênfase à defesa do consumidor.

O primeiro passo é aparelhar o Estado de ferramentas legais para coibir os velhos crimes que adquirem feição nova através de novas tecnologias.

dica do João Marcos

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for O fim do golpe da TelexFree

6 Comentários

  1. samuelpiazza@hotmail.com disse:

    Burros somos nos em ler essas materias…falam em liberdade de expressao, mais esses supostos “jornalistas”, bogueiros etc…devem se processados pelas injurias que poe na net, tem que saber que milhoes de pessoas leem. o Brasil é uma grande piramide…a familia…as empresa…olha o lucros dos banco…os impostos ficam 90% na uniao…isso nao é piramide?
    vao todos se catar e deixam nos trabalharmos..invejosos.

  2. leonardo disse:

    Bom dia Luis, uma das questões é: Quanto ela deixa de pagar em publicidade, no rádio, televisão, revistas, e marketing na internet, investindo em um divulgador? Tenho certeza que é mais do que esses 9.600 reais. Alem, do que nós divulgadores também podemos, não é obrigatório, vender suas contas 99Telexfree, que são planos de telefonia da empresa para outras pessoas, consumidoras, desse produto.
    Marketing MultiNível não tem nada haver com trabalho formal, é muito poderoso, gera receita e alvanca negócios, a Telexfree para você ter uma ideia, acabou de fechar acordo com a Best Western, que é simplesmente a maior rede hoteleira do mundo, e irá construir na Tijuca, Rio de Janeiro, um luxoso hotel para turistas.
    E inclusive, estará oferecendo ações de participação nesse empreendimento a todos seus divulgadores.
    Portanto, eu sei que muitos não acreditam, que gostam de criticar apenas, mas a verdade é que a Telexfree, esta no conceito de geração de renda e recursos que uma grande parte da população nunca compreenderá, que é o marketing de rede e de multinível.
    Se tiver outras duvidas por favor, me contacte.
    Um grande abraço

    Tenho um ótimo dia

  3. Roberto disse:

    tem ate juiz na telexfree, essa cara ta com inveja deve ser da herbalive ou monavie.. perdeu ..rsrsrs

  4. disqus_CLBrnEDlZL disse:

    esse colunista não mais o que fazer? Quer ibope mas não tem competência, aí fica causando polêmica…

  5. Tiago disse:

    pessoas que não tem o que fazer da vida ficam criticando a empresa..võ procura uma lavagem de roupa….

Deixe o seu comentário