Carta ao meu filho que virá um dia

Pai caminhando com o filho

Claudio Figueiredo, no Blog do Cláudio Busu

Amado filho, seu Pai te ama. É com essas palavras que inicio essa mensagem.

Hoje estava lendo um debate sobre família, valores, ética e resolvi escrever esta pequena mensagem para que um dia possa ler.

Saiba que o mundo que você virá não será fácil, porém Papai estará sempre ao seu lado e enquanto eu estiver vivo estarei lutando para tornar esse lugar melhor.

Infelizmente algumas pessoas aqui irão tentar te fazer chorar, porém sempre haverá alguém bom para consolar.

Busque sempre em você a força para superar os desafios, porque tudo que você precisa Deus te deu.

Um dia eu escutei uma gravação de um Pastor Americano que mudou minha maneira de pensar. Ele disse: “Eu tenho um sonho que minhas quatro pequenas crianças vão um dia viver em uma nação onde elas não serão julgadas pela cor da pele, mas pelo conteúdo de seu caráter. Eu tenho um sonho hoje!”.

Tudo começou porque suas filhas não podiam estudar na mesma escola que crianças brancas.

Tempos depois ele foi morto, porém o seu sonho sempre ficou vivo e sua luta conseguiu gerar resultados.

Acredita meu filho, que até certo tempo atrás era impossível o EUA aceitar um negro ser presidente? Chegaram inclusive a enforcá-los em árvores e queimar cruzes para comemorar.

Eu vi o primeiro e o nome dele é Barack Obama. Tudo começou com o sonho deste Pastor Americano que era negro e se chamava Martin Luther King.
As pessoas no mundo de hoje estão brigando porque um outro Pastor está na mídia.

Só que esse é branco, brasileiro e ao invés de lutar pela conquista de direitos para sua gente, ele batalha contra a luta que outras pessoas fazem por seus direitos.

Seu nome é Marco Feliciano, ele luta contra a União Homoafetiva e o seu reconhecimento pelo Estado.

Meu amado filho, não quero doutriná-lo, muito ao menos direcionar seu pensamento.

Porém deixo apenas os seguintes ensinamentos.

Seu Pai é um cristão Católico Apostólico Romano com muito orgulho e por isso faz questão de seguir a palavra de Jesus como seu supremo professor e Mestre.

Ele veio para esse mundo não por causa dos Doutores, intelectuais, ricos ou poderosos, mas pelas pessoas humildes e os pecadores humilhados.

Esse mundo meu filho amado é muito injusto. Aqui você será julgado pela sua cor, suas escolhas, seu local de morada, sua profissão, pela sua fé e pela sua opção sexual.

Para isso usarão as mais diversificadas doutrinas. Citarão intelectuais, autores e inclusive a Bíblia Sagrada.

Porém meu filho aprenda que Jesus veio para reescrever a nossa história, sendo que certa vez ele nos ensinou:

“Aproximou-se dele um dos escribas que os tinha ouvido disputar, e sabendo que lhes tinha respondido bem, perguntou-lhe: Qual é o primeiro de todos os mandamentos? E Jesus respondeu-lhe: O primeiro de todos os mandamentos é: Ouve, Israel, o Senhor nosso Deus é o único Senhor.
Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças; este é o primeiro mandamento.
E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Não há outro mandamento maior do que estes” (Marcos 12:28-31).

Então meu filho, jamais julgue alguém ou aponte o dedo. Se não concordares com uma atitude, ame aquela pessoa dobrado. Viva sua vida na caridade, justiça e amor.

Nunca acredite nas verdades do homem, mas sim em tudo aquilo que Deus tocar seu coração. Leia a bíblia, principalmente o Novo Testamento. Extraia dali o sentido da palavra e não trate os textos bíblicos como um manual de instrução.

Pensar que a Bíblia é um manual de instrução, significa enxergar Deus apenas como um Senhor barbudo sentado em um trono de ouro, brincando de Governar.

Não caia nesse erro. A família de Deus é como os dedos de uma mão. Todos são diferentes, porém o que seria do forte polegar, sem o pequeno mindinho para auxiliá-lo?

Por fim apenas ame as pessoas, respeite-as e siga o seu caminho. Não se preocupe com o outro, porque somente Deus tem a autoridade para julgar uma alma pecadora.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Carta ao meu filho que virá um dia

1 Comentário

  1. Ariel Mélo disse:

    Amei a reflexão. Ainda não sou pai, quero muito sê-lo, porém estou na esperança de um dia ser agraciado com essa bênção.

Deixe o seu comentário