Bancada gay lança projeto de lei para proibir casamento de evangélicos

Se aprovado, evangélicos não poderão se casar entre si.

24_PHG_pais_jean_wyllys

Publicado impagavelmente no Sensacionalista

A bancada gay de deputados, liderados por Jean Wyllys resolveu contra-atacar a bancada evangélica e lançou o projeto de lei que visa proibir casamentos entre evangélicos. Se aprovado, evangélicos não poderão se casar entre si. Segundo o deputado Marcelo Almeida a medida é justa: “Eles são contra o casamento gay, então nós também somos contra o casamento evangélico. Evangélico não tem condições de criar um filho, olha no que dá, nasce coisas como Silas Malafaia e Marco Feliciano.”

A medida é polêmica e se aprovada poderá anular, inclusive, os casamentos evangélicos já realizados até agora. Para o pastor Álisson Amorim, a tentativa é absurda: “Eles não podem anular, pois para nós, o sexo só é permitido dentro do casamento e se for anulado, significa que nós não estávamos casados, ou seja, estávamos fazendo sexo fora do casamento com a própria esposa, logo estávamos em pecado!”

Vinícius Antunes

 

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Bancada gay lança projeto de lei para proibir casamento de evangélicos

8 Comentários

  1. clau disse:

    Queria perguntar ao nobre deputado Jean Willians o pq desse projeto totalmente sem noção se a igreja católica e famílias e mais famílias tbém são contra o casamento homoafetivo só deve ser desespero misturado com afronta, só q ele não sabe q quem ele está afrotando não são os evangélicos mais o DEUS VIVO QUE É ONIPOTENTE,e conhece tudo e todos enclusive ele seus pensamentos etc…….

    • Esta notícia foi inventada, é uma brincadeira. Não existe tal projeto. Esta história de ser contra ou a favor faz parte da democracia. Eu li na Internet o seguinte texto: O Conselho Nacional de Justiça, para acabar a disparidade entre os estados que autorizam e os que não autorizam o casamento gay, e editou a Resolução nº 175, de 14 de maio de 2013, publicada em 15 de maio de 2013, autorizando de uma vez por todas o casamento entre pessoas do mesmo sexo, seja por habilitação direta, seja por conversão de união estável. Determina que “é vedada às autoridades competentes a recusa de habilitação, celebração de casamento civil ou conversão de união estável em casamento entre pessoas de mesmo sexo”. Essa resolução tem força de lei e deve ser cumprida. Caso contrário, cabe comunicação ao juiz corregedor do respectivo tribunal local, e até mesmo recurso ao próprio CNJ.
      Acho que o assunto está encerrado, aliás, pouco me interessa. Casamento gay pra mim é como comer pequi: há quem coma e ache gostoso;eu não acho gostoso nem como; mas, não me incomoda.

  2. clau disse:

    Brincadeira ou não eu não duvido q um absurdo desses possa sim acontecer de ante mão fica minha opinião declarada blz

    • Luciano disse:

      Realmente a noticia é uma brincadeira, mesmo que o deputado citado quisesse proibir o casamento entre evangélicos ele iria bater de frente com o principio da liberdade garantido pela constituição federal de 1988 que é nossa carta magna, iria conquistar o ódio de uma nação inteira contra ele, resumindo: Ele iria arrumar uma sarna mutante pra se coçar.

  3. Jorge bessa disse:

    pra mim esse deputado não tem o que fazer eu acho que ele saiu de dentro de um ovo não teve pai nem mãe.

  4. Karol disse:

    Eu lendo essas coisas só consigo rir, esse Jean fala tanto do Silas e Feliciano, que ele consegue ser pior!! Tanta coisa com o que se preocupar, e esse imbecíl se preocupando com casamento de evangélicos. Aff, é muita falta do que fazer.

  5. Ricardo disse:

    Casamento é religioso, vocÊs não leram a bíblia.

    hahaha

  6. bony disse:

    retardado! Esse nao ganha mais nem pra presidente de bairro no brasil!

Deixe o seu comentário