Excesso de café pode causar transtorno mental

cafe-20130603140606

Vanessa Daraya, na INFO Online

Cientistas descobriram mais um malefício do excesso de café no corpo humano. Uma nova pesquisa afirma que o excesso de cafeína pode causar transtorno mental temporário e síndrome de abstinência.

O estudo foi publicado na nova edição do Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders. O periódico é considerado um manual de referência para psicólogos e psiquiatras no tratamento de doenças mentais.

Entre os sintomas da intoxicação estão inquietação, nervosismo, excitação, rubor, desconforto gastrointestinal, espasmos musculares, confusão na fala, insônia e alteração do ritmo cardíaco. Quem exagerou no café e sofre cinco ou mais desses sintomas pode estar com intoxicação.

Para aliviar o problema é preciso cortar o consumo, que também tem algumas complicações, como fadiga, dor de cabeça, dificuldade em se concentrar e depressão leve. Esses sintomas de abstinência de cafeína são transitórios.

Alguns especialistas consideram a inclusão da intoxicação e da abstinência no manual um exagero. Mas o psicólogo Alan Budney explica que a sociedade precisa ficar atenta aos efeitos da cafeína, que está cada vez mais presente na rotina das pessoas.

Segundo o especialista, o tópico exige seriedade, mesmo que seja uma questão controversa. Alguns consumidores podem não estar cientes da dependência física causada pelo café.

dica do Felipe Nogs

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Excesso de café pode causar transtorno mental

2 Comentários

  1. edcarlos lacerda disse:

    Tao bom ao mesmo tempo tao mal!

  2. Marta disse:

    Que horror! Sou viciada no cafezinho, pois venho de uma família de agricultores que cultivavam essa maravilha, e como já passei dos 50 anos, acho difícil parar pois gosto muito. Mas não sei porque esses males só aparecem agora, pois o café sempre fez parte do cotidiano de minha família, desde os avós, dos avós dos meus avós, e nunca ouvi dizer que alguém sofreu com alguma patologia referenciada no texto. Mas… viva os tempos modernos!!!

Deixe o seu comentário