Alemanha abandona uso de sua palavra mais longa

Mudança em regras de segurança animal da UE acaba com uso de palavra de 64 caracteres.

palavras

publicado no G1

O idioma alemão perdeu sua mais longa palavra graças a uma mudança numa lei de conformidade da União Europeia (UE).

‘Rindfleischetikettierungsueberwachungsaufgabenuebertragungsgesetz’, que significa ‘lei que delega monitoramento de rotulação de carne’, foi introduzida em 1999 no Estado de Mecklenburg-Oeste Pomerania.

A palavra perdeu razão para ser usada após mudanças na regulamentação de testes em gado de corte.

Na Alemanha é notório o uso de palavras compostas (sem hifens ou espaços), frequentemente para descrever termos da área científica ou do meio jurídico.

A palavra de 64 caracteres foi criada para ser usada no contexto dos esforços para combater a chamada ‘doença da vaca louca’ ou BSE (do acrônimo inglês bovine spongiform encephalopathy).

Mas depois que a UE pediu o fim dos testes em gado saudável nos abatedouros europeus, a palavra saiu de uso.

A imprensa alemã busca agora outras candidatos a palavra mais longa do idioma.

Entre as concorrentes, está ‘Donaudampfschifffahrtsgesellschaftskapitaenswitwe’, que significa ‘viúva de um capitão da companhia Donau de navios a vapor’.

Entretanto, especialistas dizem que palavras tão longas como estas são raramente utilizadas e dificilmente entrarão no dicionário alemão.

A mais longa palavra que já foi incorporada no dicionário alemão é a ‘Kraftfahrzeughaftpflichtversicherung’, que significa ‘seguro obrigatório de automóvel’.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Alemanha abandona uso de sua palavra mais longa

Deixe o seu comentário