“Cura gay”: sintomas & tratamento


Em época que tanto se fala em “Cura gay”, nada melhor que descobrir os sintomas, como se pega, como se trata etc. Você tem algum amigo que precisa passar pelo médico? 🙂

Novo vídeo do Jonathan Nemer no Desconfinados.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for “Cura gay”: sintomas & tratamento

1 Comentário

  1. RJP disse:

    Sim, concordo com a sua explicação, Ronaldo, mas eu tenho UMA dúvida: E se a pessoa não concordar, aceitar ou quiser esse direcionamento, mas quiser mudar? Ela tem esse direito? Profissionais de psicologia tem o direito de ajudar essas pessoas a descobrirem e ajustarem esse direcionamento sem terem seus diplomas cassados? Conheci uma psicóloga que foi perseguida por essa prática. De ameaça de cassação do diploma a ser perseguida nas ruas ela foi.

    Eu me pergunto se no outro extremo não estamos criando uma “ditadura gay”, impondo a vontade de alguns sob um contingente de pessoas que estão em dúvida sobre sua orientação sexual, e não estão satisfeitos onde certos caminhos os estão levando.

    Essas coisas me fazem pensar. Em tempo, soube há algum tempo de um caso de um menino que foi acompanhado por uma psicóloga, pois sua mãe achava que esse direcionamento não era o ideal. Hoje ele é um homem casado e com um filho de 9 anos, e até onde conheço, não tem nenhuma orientação diferente da orientação da maioria dos homens.

Deixe o seu comentário