Evangélico João Campos e mensaleiro Valdemar Costa Neto votam a favor de PEC 37

Ao todo, respondem a processos no STF seis dos dez parlamentares que não rejeitaram a proposta limitadora de poderes de investigação do Ministério Público

Valdemar foi condenado no mensalão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro

Valdemar foi condenado no mensalão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro

título original: Condenado no mensalão, Valdemar Costa Neto vota a favor de PEC 37

Eduardo Militão, no Congresso em Foco

Dos oito deputados que votaram a favor da PEC 37, que limita poderes de investigação do Ministério Público, seis respondem a processos no Supremo Tribunal Federal (STF). Entre eles, Valdemar Costa Neto (PR-SP), condenado por participação no processo do mensalão. Acusado de trabalho escravo, o usineiro João Lyra (PP-AL) é outro do grupo.

A investigação do processo do inquérito foi coordenada pelo Ministério Público Federal (MPF). A Polícia Federal também participou do processo, especialmente em perícias. No entanto, depoimentos, quebras de sigilo bancário e fiscal tiveram origem no MPF.

foto: Anonymous

foto: Anonymous

Respondendo a dez processos no STF, um deles por sequestro e cárcere privado, Paulo César Quartiero (DEM-RR), se absteve da votação. Também se absteve o relator da PEC na Comissão de Consitutição e Justiça (CCJ), Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP), que não responde a processos.

No sistema da Câmara, até 23h30, o nome do ex-presidente do PSDB, Sérgio Guerra (PE), também aparecia como um dos favoráveis à PEC 37. No entanto, a assessoria do PSDB de Pernambuco informou que o tucano retificou seu voto para se posicionar contra a proposta. Ele esclareceu em plenário que, votou errado.

O autor da proposta, Lourival Mendes (PTdoB-MA), que é delegado de polícia, aprovou a medida. Também votaram a favor da PEC dois deputados ligados à polícia, o delegado João Campos (PSDB-GO) e Mendonça Prado (DEM-SE).

Recuo

Por ser presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), não votou. Ele defendeu a rejeição da medida como forma de tirar a Casa do alvo de protestos que sacodem o país.

A lista de 11 deputados poderia ser bem maior. Vários parlamentares favoráveis à PEC recuaram no decorrer do dia por causa da pressão das ruas. Uma lista com os nomes dos apoiadores da proposta circulava pela internet hoje, o que causou reclamações dos parlamentares.

 

Parlamentar Partido-Estado Voto Responde a processo?
Valdemar Costa Neto PR-SP Sim Sim, condenado
João Lyra PSD-AL Sim Sim
Bernardo Santana de Vasconcellos PR-MG Sim Sim
Eliene Lima PSD-MT Sim Sim
Abelardo Lupion DEM-PR Sim Sim
Paulo Cesar Quartiero DEM-RR Abstenção Sim
Mendonça Prado DEM-SE Sim Ligado à polícia
João Campos PSDB-GO Sim Ligado à polícia
Lourival Mendes PTdoB-MA Sim Autor da PEC
Arnaldo Faria de Sá PTB-SP Abstenção Relator na CCJ

*Presidente não é obrigado a votar, apenas em caso de desempate

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Evangélico João Campos e mensaleiro Valdemar Costa Neto votam a favor de PEC 37

3 Comentários

  1. luciano m menezes filho disse:

    ta ai o problema do nosso pais, bando de fdp… do congresso e senado.

  2. tito monteiro disse:

    A PEC 37 é uma retaliação contra o MP que levou os deputados ao banco dos réus, sem desfazer da Polícia Federal mas melhor é ter o MP tb investigando,a PF é uma Polícia política o MP é mais independente, o grito das ruas se fez ouvir, abaixo esse embróglio, tito from brasília.

  3. João disse:

    Espero que as pessoas que moram nestes estados realmente se lembrem destes nomes.
    Ainda bem que desse mal específico, meu estado está livre.

Deixe o seu comentário