Deputado Natan Donadon usará chinelo e roupa branca no presídio, mas não raspará cabeça

Donadon

Leandro Loyola, na Época

O deputado Natan Donadon (PMDB-RO) já está no Presídio do Distrito Federal 1, no Complexo da Papuda. Donadon deixou a Vara de Execuções Penais, no Setor de Rádio e TV Sul, num carro especial. Nesse tipo de veículo, o preso viaja sentado em um compartimento separado, mas não no “chiqueirinho” das viaturas comuns, em que tem de se encolher.

O deputado tem direito a tratamento privilegiado porque formalmente é uma autoridade – seu mandato ainda não foi cassado pela Câmara. Por isso, ele não está algemado e não recebe ordens dos agentes judiciários, mas pedidos. Foi assim que um deles cumpriu a formalidade de dizer a Donadon para tirar o cinto, a gravata e os cadarços dos sapatos, procedimento padrão para evitar que o preso ataque alguém ou tente cometer suicídio.

Donadon também não terá de raspar o cabelo ao chegar ao presídio, como fazem os demais presos. O deputado entregou-se de terno e gravata, acompanhado da família, em uma rua de Brasília. Seu advogado, Nabor Bulhões, já mandou providenciar chinelos e a roupa branca, padrão do presídio. Depois que sua situação política for resolvida, Donadon poderá escolher onde quer cumprir pena: em Brasília ou em Rondônia, seu estado de origem.

Donadon se entregou nesta sexta-feira à Polícia Federal em Brasília. A sua prisão foi decretada na última quarta-feira, pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Ele foi condenado em 2010 à pena de reclusão de 13 anos, 4 meses e 10 dias, em regime inicialmente fechado, pelos crimes de formação de quadrilha e peculato.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Deputado Natan Donadon usará chinelo e roupa branca no presídio, mas não raspará cabeça

1 Comentário

  1. Josenildo disse:

    Normal isso. Estamos no Brasil.

Deixe o seu comentário