Paulo Henrique Amorim é condenado à prisão por injúria contra Heraldo Pereira

amorim2

Publicado na Folha de S. Paulo

O apresentador Paulo Henrique Amorim, da TV Record, foi condenado à prisão por chamar o jornalista Heraldo Pereira, da TV Globo, de “negro de alma branca”.

A pena, por crime de “injúria preconceituosa”, foi fixada em um ano e oito meses de reclusão, e substituída por pena restritiva de direito a ser ainda definida.

Como Amorim completou 70 anos em fevereiro, os desembargadores diminuíram a pena em três meses, “diante da atenuante de senilidade” prevista em lei.

Em 2009, o apresentador, que mantém um blog na internet, publicou um texto com críticas a Heraldo Pereira. Nele, disse que o jornalista era “negro de alma branca” que “não conseguiu revelar nenhum atributo para fazer tanto sucesso, além de ser negro e de origem humilde”.

Na sentença, a desembargadora Nilsoni de Freitas Custódio considerou que as declarações de Amorim “foram desrespeitosas e acintosas à vítima” e que “foi nítida a intenção de ofender a honra” de Pereira.

A advogada Maria Elizabeth Queijo, que representa Amorim, disse que vai recorrer. “O Paulo exerceu o direito de crítica. Ele tem esse estilo muito contundente, irônico, cortante. Mas a história toda da vida dele é de defesa dos negros, das cotas, de políticas afirmativas. Soa estranho ser acusado dessas práticas.”

heraldo pereira

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Paulo Henrique Amorim é condenado à prisão por injúria contra Heraldo Pereira

1 Comentário

  1. Ronaldo Castro disse:

    Claro que o comentário é racista, portanto deve ser punido.

Deixe o seu comentário