Papa Francisco rezou com evangélicos em Manguinhos

Pontífice parou em uma igreja evangélica da Assembleia de Deus Complexo de Manguinhos e fez uma oração com o pastor e os cristãos protestantes

Papa Francisco visita a comunidade de Varginha, no Complexo de Manguinhos, na zona norte da cidade do Rio de Janeiro (foto: Tânia Rêgo/ABr)

Papa Francisco visita a comunidade de Varginha, no Complexo de Manguinhos, na zona norte da cidade do Rio de Janeiro (foto: Tânia Rêgo/ABr)

Vinícius Lisboa, na Exame

Em sua caminhada pela comunidade de Varginha, no Complexo de Manguinhos, na zona norte da capital fluminense, o papa Francisco parou em uma igreja evangélica da Assembleia de Deus e fez uma oração com o pastor e os cristãos protestantes, informou o padre Márcio Queiroz, que acompanhou o pontífice na visita à favela.

“Caminhando pela comunidade, chegamos até a igreja evangélica. Eu mostrei a ele que eles estavam no templo, e ele pediu para ir até lá para cumprimentá-los. O papa falou com o pastor e com as pessoas que estavam lá, e os convidou a rezarem um Pai Nosso”, disse.

O porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi, também comentou a parada do pontífice na Assembleia de Deus. “O papa parou em frente à igreja e rezou com os fiéis da Assembleia de Deus que estavam na porta. Até eles pediram bênção. Foi um momento ecumênico, espontâneo e muito bonito”, ressaltou.

Os padres também deram mais detalhes da visita de Francisco à moradia de uma família da comunidade. Segundo Federico, a casa era muito pequena, de 5 por 4 metros e estava lotada, com mais de 20 pessoas da família.

“Estavam lá todas as gerações de uma família. Foi um momento de muita comoção. Uma das coisas mais bonitas foi que todas as crianças pequenas foram ao colo do papa e ele abençoou uma por uma. No fim, todos fizeram uma oração juntos. Foi um momento de muita espiritualidade”.

O padre Márcio explicou que a casa estava cheia porque a família da dona é da Paraíba, e todos tinham vindo ao Rio para a visita do papa. Segundo ele, havia uma criança de 15 dias de vida e uma idosa de 93 anos, e o pontífice perguntou o grau de parentesco de cada um. “Como tinha medo que alguém enfartasse, tive que ligar na noite anterior e avisar que aquela seria a casa escolhida. Quando contei, ouvi um silêncio e pensei que a dona da casa tinha desmaiado”, brincou o padre.

Outro detalhe da passagem do papa pela favela destacado pelos sacerdotes foi a parte em que o papa entrou em uma capela local. “Ele ficou muito comovido, e tinha lágrimas nos olhos”, disse o porta-voz do Vaticano.

O padre Queiroz informou que apresentou a mãe ao papa, e disse que ela rezava diariamente por todos os sacerdotes. Segundo ele, por causa disso, ela ganhou um terço de presente do pontífice. “Ele [o papa Francisco] estava saindo da capela e voltou para presenteá-la”, declarou.

dica da Ana Carolina Ebenau

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Papa Francisco rezou com evangélicos em Manguinhos

4 Comentários

  1. Abrahao Soares disse:

    Nao acredito nisto, evangelico nao reza o pai nosso, o pai nosso nao é uma reza e sim um modelo de oração. comprimentar o papa, apertar sua mao isso e normal. sou evangelicos nunca vi os catolicos como inimigos. tenho muitos amigos catolicos, apenas discordo deles (os catolicos) teologica e doutrinariamente.mais respeito como respeito outra religiao qualquer.

  2. Valdir E. Santo disse:

    Eticamente falando, os pastores agiram certo em receber e tratar educadamente o Bispo de Roma; pois ele demonstrou por onde passou a mesma educação e respeito, agora; a um imensa distância no aspecto teológico do que cremos e do que ele crê, todavia não nos dá o direito (nem a eles) de sermos indiferentes.

  3. fredmorsan disse:

    O “Pai Nosso” antes de ser um modelo é uma oração!

    Não é um modelo de oração, mas uma oração-modelo.

    Jesus fez uma oração ao Pai, junto com os discípulos, para lhes ensinar como orar. Ele não deu uma aula teórica sobre o que é a oração, como aprendemos na Escola Dominical.

    Jesus era um homem prático. E ensinou, na prática (através de uma oração) como devemos orar.

    Quando faço refeição nos meus sogros, cada um ora e depois todos juntos oramos o Pai-Nosso. E é muito bom.

  4. Godóia disse:

    Sua Santidade, o Papa, não se fez homem porque estudou teologia. Ele se fez homem por que aprendeu através da leitura que a educação é o fator principal para que o homem viva melhor na Terra. Primeiro a educação, pois um homem sem educação não é nada. A religião é o suporte. Jesus nunca ergueu igrejas, templos. O seu ensinamento maior que é o amor, não se fez na teologia. Se aprendemos desde cedo a amar a natureza (animais, plantas, pessoas), estamos todos nas mãos e no olhar de Deus.

Deixe o seu comentário