6 previsões acertadas feitas por De Volta para o Futuro 2

Filme de 1989 conseguiu antecipar algumas tendências e prever o desenvolvimento e o uso de certas tecnologias.

Guilherme Haas, no Megacurioso

O cinema continua sendo uma fonte inesgotável de inspiração, especialmente no que se trata da imaginação de dias futuros. Carros voadores, equipamentos de alta tecnologia, gadgets e computadores de vestir já apareceram em filmes, séries e até em desenhos, que continuam dando ideias sobre como pode ser a nossa vida no futuro. Afinal, será que um dia teremos uma rotina parecida com a dos Jetsons?

Antes de termos carros voadores e robôs inteligentes trabalhando em casa, nosso cotidiano está cada vez mais cercado de interfaces interativas, com ambientes digitais e equipamentos eletrônicos que dominam todo um mercado de consumo. E uma das obras mais marcantes da história do cinema conseguiu antecipar, em muitos aspectos, como seria a vida nesta década, com a forte presença da tecnologia em nossas vidas.

Lançado em 1989, “De Volta para o Futuro 2” coloca o garoto Marty McFly no ano de 2015, quando ele pode colocar as suas mãos em gadgets tecnológicos, dispositivos inteligentes de vestir e até video games com captura de movimento – todas as novidades que não existiam no final da década de 80, seja na realidade ou mesmo na ficção.

1. Computadores de vestir

O Google Glass deve ter sido inspirado no aparelho que McFly utiliza nessa cena. Até o design dos óculos guarda certa semelhança com o dispositivo da Google. Além disso, a Nike também lançou uma versão limitada dos Hyperdunks, baseada nos tênis que Marty utiliza no filme – mas o modelo não amarra o cadarço sozinho como os calçados da ficção.

imagem: Reprodução/Business Insider

imagem: Reprodução/Business Insider

2. Filmes em 3D e muitas sequências

Olhar uma lista de filmes em cartaz nos cinemas hoje não é muito diferente do que Marty vê no futuro de 2015. A propaganda de “Tubarão 19” em 3D lembra muito as produções atuais, cheias de efeitos especiais, com emprego da terceira dimensão para atrair os espectadores e com muitas sequências de títulos de sucesso dominando o mercado cinematográfico.

3. Televisores finos, múltiplos canais e aspecto de tela 16:9

Uma das mais surpreendentes imagens de “De Volta Para o Futuro 2” mostra Marty Jr. com um aparelho de televisão muito similar ao padrão que temos hoje – grande, fina, pendurada na parede, e com aspecto de tela 16:9. Como eles sabiam naquela época que deixaríamos de assistir a TV de tubo com imagem 4:3? E, mais do que isso, que poderíamos acompanhar vários canais simultaneamente, em sistema Picture in Picture?

imagem: Reprodução/Business Insider

imagem: Reprodução/Business Insider

4. Videoconferências e interfaces interativas

O filme conta também com muitas telas de projeções e interfaces interativas, que mostram como somos mesmo uma sociedade dominada pelas imagens. E claro que a produção antecipou a necessidade de se comunicar por videoconferências e não apenas por chamadas de voz. Ligações com a utilização de câmeras são hoje uma realidade com mensageiros como o Skype, o FaceTime e o Hangouts.

imagem: Reprodução/Business Insider

imagem: Reprodução/Business Insider

5. Jogos sem utilizar as mãos

Marty encontra um antigo fliperama da sua época em uma lanchonete e mostra para os garotos do futuro (o pequeno Elijah Wood em sua estreia nos cinemas) como se joga aquele game. Os meninos ficam indignados que Marty esteja usando as mãos para controlar o jogo e dizem que aquilo é brinquedo de bebê.

6. Tablets

Outra antecipação chocante da vida no futuro ocorre quando Marty é abordado para assinar uma petição para salvar o relógio da torre. A petição é apresentada em um aparelho portátil muito similar aos modelos de tablets que temos hoje em dia. Será que Steve Jobs imaginou o iPad enquanto assistia a “De Volta ao Futuro 2”?

imagem: Reprodução/Greenville College

imagem: Reprodução/Greenville College

Erros grosseiros

Apesar dessas e de outras divertidas previsões acertadas sobre o futuro, “De Volta Para o Futuro 2” não deixa de ter erros e equívocos grosseiros. A falha mais bizarra da produção é achar que o fax seria a maneira mais comum de passar recados e não imaginar o domínio das tecnologias de comunicação celular e via internet.

Outra curiosidade é que o filme prevê uma visita da “Rainha Diana” a Washington no ano de 2015, de acordo com uma manchete no jornal do futuro – o que ficou impossível depois da morte de Lady Di em 1997.

Quais são as melhores previsões do futuro que você viu primeiro nos filmes e que viraram realidade? E quais são os maiores equívocos já cometidos na imaginação de dias futuros na sua opinião?

Fonte: Business Insider Media Match

dica do Jarbas Aragão

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for 6 previsões acertadas feitas por De Volta para o Futuro 2

1 Comentário

  1. ZEUS disse:

    Na minha opinião os filmes de ficção em sua maioria mostram situações que não são feitas pela simples imaginação do ser humano. São embasados em teorias, realidades, paranormalidades e um conjunto de informações conspiratórias que ajudam a se criar um filme com uma porcentagem alta de acertos.

    Traduzindo.

    Em todos os filmes de ficção que você assistir pode ter certeza que quem criou a idéia não é nem um zé mané alienado, e sim uma pessoa que está lhe passando em uma porcentagem alga o que realmente irá acontecer. Se não acertar em cheio pode aguardar se é que estara vivo.

Deixe o seu comentário