Médicos batem ponto sem trabalhar em hospital público de SP

Publicado por SBT Online [via TV UOL]

Alguns médicos da maternidade pública Leonor Mendes de Barros, na zona leste de São Paulo, passam diariamente no hospital apenas para marcar o ponto.

Eles foram flagrados entrando pela porta de funcionários e saindo em seguida, após bater o ponto e sem prestar qualquer atendimento. O processo todo não dura mais do que 15 minutos.

Reportagem de Fabio Diamante, com produção de Fabio Serapião e imagens de Ronaldo Dias, exibida no telejornal SBT Brasil.

dica do Sidnei Carvalho de Souza

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Médicos batem ponto sem trabalhar em hospital público de SP

2 Comentários

  1. sleiman disse:

    Um criminoso “por profissão” deve matar, ao longo de sua vida, talvez e no máximo, umas 15 pessoas. Quantas, então, esses “doutores” matam, por meio desta crueldade? E o pior: com a anuência do patrão, que é o próprio Governo…!

    Se não houver punição para esses bandidos, deveremos aumentar o número de buracos que se fazem nos cemitérios para enterrar os mortos… Confesso que fiquei constrangido, ao ver esses homens de branco tremendo como crianças, ante a “impertinência” do repórter. Que vergonha senti…! Ódio também!

  2. janete passos disse:

    É de embrulhar o estômago ao ver a que ponto chegamos na saúde pública. Esses profissionais merecem no mínimo cadeia. Eles ocupam o lugar de outros que querem trabalhar, matam pessoas pela omissão de socorro, recebem por um trabalho que não fazem, mancham a classe médica e ferem moralmente toda a sociedade brasileira. Aonde vamos parar?

Deixe o seu comentário