Twitter reforça ferramentas de denúncias após ameaças contra mulheres

Botão será inserido na versão web e em plataformas móveis

twitter_2094423b

Publicado no O Globo

O Twitter anunciou neste sábado mudanças nas ferramentas de denúncias contra posts ofensivos. O botão para sinalizar conteúdo inadequado, já presente no aplicativo para iPhone, será levado para a versão web e outras plataformas móveis. A medida foi tomada após a empresa ser pressionada por causa de ameaças de morte e estupro contra mulheres publicadas no microblog.

“Eu peço desculpas pessoalmente para as mulheres que sofreram abusos no Twitter”, escreveu Tony Wang, diretor geral do Twitter no Reino Unido, em sua página pessoal na rede. “O abuso que eleas sofreram é inaceitável. Não é aceitável no mundo real, e não é aceitável no Twitter”.

Além da inserção do botão, a filial da empresa no Reino Unido vai ampliar o número de funcionários destacados para a função de avaliar as denúncias.

A onda de mensagens misóginas começou após a ativista Caroline Criado-Perez encerrar com sucesso campanha para levar um rosto feminino para as notas de libra. No dia 24 de julho, o Banco da Inglaterra anunciou que Jane Austen vai substituir Charles Darwin na nota de dez libras.

Caroline começou a ser alvo de diversas ameaças de morte e estupro pela rede social. Dois homens foram detidos acusados de participação no caso, sendo que um deles também é suspeito de ameaçar a congressista Stella Creasy.

Após o anúncio do Twitter, Caroline comemorou as mudanças.

— O processo atual é longo, complicado e impossível de usar se você está sob ataque permanente como eu estive — afirmou.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Twitter reforça ferramentas de denúncias após ameaças contra mulheres

Deixe o seu comentário