Reino Unido recomenda boicotar Ask.fm, site que teria levado garota a suicídio

Publicado originalmente na Folha de S.Paulo

Imagem do perfil no Facebook de Hannah Smith

Imagem do perfil no Facebook de Hannah Smith

O primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron, declarou nesta quinta-feira (8) que internautas deveriam boicotar os sites que permitem o “bullying” virtual, como o Ask.fm.

Por meio do Ask.fm, rede social cuja ideia é ser um jogo de perguntas e respostas público, foram feitas ofensas anônimas à inglesa Hannah Smith, 14, que, segundo o pai da garota, levaram-na ao suicídio, cometido na sexta-feira passada.

“As pessoas que operam esses sites devem se prontificar e mostrar alguma responsabilidade sobre a maneira que operam seus serviços”, disse Cameron à Sky News.

“Não é porque alguém faz algo on-line que estraá acima da lei. Se você incita alguém a se machucar, está incitando a violência –isso é infringir a lei, seja on-line ou off-line.”

“Também há algo que todos nós podemos fazer como pais e usuários da internet, que é não usar alguns desses sites nefastos. Boicote-os, não entre neles, não se cadastre –temos que fazer isso, também. Quero muito que olhemos para as medidas que podemos tomar para impedir tragédias futuras como essa [a morte de Hannah]”, concluiu.

Recentemente, o Reino Unido decidiu que bloqueará por padrão a pornografia on-line. As residências serão consultadas até o final do ano que vem e devem optar por aderir ou não ao filtro antipornografia.

Página da garota no Ask.fm: as perguntas, anônimas, estão em negrito; uma diz "vá cometer suicídio, e consiga fazê-lo por favor"

Página da garota no Ask.fm: as perguntas, anônimas, estão em negrito; uma diz “vá cometer suicídio, e consiga fazê-lo por favor”

 

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Reino Unido recomenda boicotar Ask.fm, site que teria levado garota a suicídio

Deixe o seu comentário