‘Curtidas’ em links na internet são contagiosas, mostra estudo

curtidaPublicado originalmente no The New York Times [via Folha de S.Paulo]

Um texto publicado na internet e que recebe a aprovação dos leitores tem mais chance de receber uma “curtida” de outras pessoas, segundo uma nova pesquisa.

O estudo foi publicado na “Science” por pesquisadores do MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts).

A ideia deles era responder a uma antiga pergunta: uma coisa é popular porque é boa ou é boa porque é popular?

Os cientistas então desenharam um experimento no qual poderiam manipular uma seção de comentários.

Eles usaram um site –que não quis divulgar seu nome– em que os usuários publicam links para textos. Os leitores podem comentar sobre esses artigos e também “curtir” ou “reprovar” cada comentário.

No experimento, que durou cinco meses, cada comentário recebia dos pesquisadores um “curtir” ou “reprovar” de maneira arbitrária. Nos comentários do grupo-controle, nada era feito. Para refletir a tendência dos usuários do site, a maioria das respostas arbitrárias foi positiva.

Como resultado, a primeira pessoa que lia o comentário tinha 32% mais chance de aprová-lo se o texto já tivesse recebido um elogio artificial dos pesquisadores.

Ao longo do tempo, os comentários que tinham uma aprovação “falsa” tiveram notas 25% mais altas do que aqueles do grupo-controle –cada comentário recebeu uma nota calculada pela subtração de comentários negativos dos positivos.

Uma reação negativa, porém, não estimulou os outros a desgostarem do artigo.

Duncan Watts, cientista da Microsoft Research, afirma que o estudo confirma a ideia de que algo que começa já com mais popularidade vai chegar à frente de seus competidores, enquanto que algo que não “pega” rapidamente tende a sumir. “O maior obstáculo para o sucesso é ser notado”, diz Watts.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for ‘Curtidas’ em links na internet são contagiosas, mostra estudo

Deixe o seu comentário