A religião dos outros

gregorioGregorio Duvivier, na Folha de S.Paulo

Sério, gente, vocês têm que parar de rir da religião dos outros. A fé das pessoas é uma coisa sagrada. Não, macumba é diferente. Vocês têm que fazer um vídeo sobre macumba.

Macumba não é religião, macumba é magia negra. Macumba, umbanda, candomblé, vudu, tudo a mesma coisa de preto velho. Misifi põe uma galinha preta na encruzilhada que eu trago a pessoa amada em três dias.

Por favor, faz um vídeo sobre isso. Desculpa, gente, mas é que macumba é muito engraçado. Espiritismo também é uma piada pronta. Sabe o que vocês podem dizer? Que quem conversa com gente morta é esquizofrênico e tem que ser internado.

Budismo não é religião, é moda. Tem seis gatos pingados no Tibet e o resto é tudo socialite e ator em início de carreira. Fora que aqueles monges são muito gordos pra quem é vegetariano. Ninguém me convence que quando ninguém tá olhando eles comem uma picanha.

Mas pelo menos eles não pintam a cara igual hare krishna. Aquilo não é religião, aquilo é pretexto pra não tomar banho. Vocês não entenderam: quando eu digo religião, eu tô falando das religiões sérias.

Não, islamismo já é sério demais. Aí tem que zoar. Aquelas mulheres de burca parecem um apicultor. E os terroristas que acham que vão se encontrar com 30 virgens? Isso dava um vídeo. Quando eu digo religião, eu tô falando das religiões da Bíblia.

Não, judeu pode zuar também, claro. Judeu por acaso lê Bíblia? Estranho, foram eles que mataram Jesus.

Vocês têm que rir daquele bando de mão-de-vaca. Por que é que não fizeram nenhum vídeo de judeu? Tem que fazer.

Eu tô falando da Bíblia de verdade, completa, sem cortes. A escritura sagrada, que fala da vinda do Deus vivo à Terra.

Acho que é isso: quando eu digo religião, eu tô falando das religiões que envolvem Jesus. Não, não tô falando do Inri Cristo. Gente, eu tô falando sério. Quando eu digo religião, eu tô falando das religiões que envolvem Jesus, Maria, José, as que têm multidões de fiéis.

Tem que rir das religiões menores, as religiões de preto, de judeu. Não tem graça rir da fé da maioria do povo brasileiro. Acho que é isso: quando eu digo religião, eu tô falando a religião da maioria. Aí é que perde a graça.

Sim, por acaso essa é a minha religião. Tá bom. Quando eu digo que não pode brincar com religião, eu tô falando da minha religião. A minha religião não tem a menor graça.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for A religião dos outros

4 Comentários

  1. sleiman disse:

    O vocativo de cada texto, ou suas interjeições no introito, já dizem muito sobre ele…

  2. Fernando C disse:

    Texto fraco e preconceituoso pois tenta infringir ao público que o cristianismo é a favor de ataques e piadas a outras religiões. O tipico discurso da “mídia do politicamente correto”.
    Não vi na mídia nenhum porta-voz do cristianismo mandando ou achando legal as piadas contra os espiritas e afins.
    Vi alguns falarem sobre a questão do islamismo, e é fato que a turma do politicamente correto não faz piada com Maomé qualquer pessoa informada não religiosa sabe que não existe piadas com relação a isso…Enfim…
    Muito fraca a tentativa do Gregorio em tentar passar a culpa do seu erro para outro individuo.
    Tentou falar alguma coisa e se enrolou mais ainda.
    Muito fraco como comediante e como argumentador.
    Lamentável.

  3. adriano disse:

    Esses caras, perderam a graça e se apoiam em assuntos polêmicos para voltarem para a mídia. Pobre alma. Seus seguidores sim, um bando de alienados sem opinião ou argumentos que como matracas vivem repetindo…Homofóbicos, homofóbicos…Aff….

Deixe o seu comentário