Um império chamado Google

Um levantamento feito por pesquisadores da Universidade de Oxford mostra que o site de busca é o mais acessado na maioria dos países do mundo e o endereço mais popular para metade de população online global. A rede social Facebook e o portal chinês Baidu vêm em segundo

(foto: Mark Graham e Stefano De Sabbata - Instituto de Internet da Universidade de Oxford)

(foto: Mark Graham e Stefano De Sabbata – Instituto de Internet da Universidade de Oxford)

Rafael Barifouse, na Época

Uma das grande marcas do século XX foi a divisão do mundo entre os blocos de países socialistas, liderados pela Rússia e a China, e de países capitalistas, com os Estados Unidos e o Reino Unido à frente. Com a falência do socialismo, essa separação saiu de moda. Hoje, em plena era digital, o mundo está dividido em outros dois blocos de nações: o império Google e o império Facebook.

Um levantamento de pesquisadores da Universidade de Oxford mostra que os dois sites lideram em acessos na grande maioria dos países do mundo, como ilustram os dois mapas montados a partir dos dados do ranking do site Alexa, referência em audiência online. Os cálculos foram baseados na combinação da média de visitantes diários únicos e do total de páginas visualizadas de cada site entre 12 de julho e 12 de agosto.

O primeiro mapa ilustra a dominância desses portais por países, exibidos por seus limites geográficos tradicionais. O segundo mapa traz esses mesmos territórios, mas dimensionados de acordo com as suas respectivas populações de internet. Em ambos, a dominância do Google fica clara.

O site tem uma pequena vantagem no número de países (marcados em vermelho): são 57, versus 50 do Facebook. Quando levada em conta também a segunda posição do ranking de cada país, a influência do Google se mostra ainda maior. O site é vice-líder em 36 dos 50 países onde o Facebook está em primeiro. Nos 14 restantes, é outro site do Google, o YouTube, que está na segunda posição.

O segundo mapa (acima) reforça essa posição dominante do império Google. Os países onde o buscador é líder têm 1 bilhão de pessoas online, ou metade da população de internet mundial, enquanto os países onde o Facebook lidera têm “apenas” 280 milhões.

Nem todos os países são dominados pelos dois portais. A maioria dessas exceções está na Ásia. A principal delas é a China, onde o portal Baidu foi criado e é o site mais usado. Isso é relevante porque o país concentra o maior público de usuários da internet, com 500 milhões de pessoas. O Baidu ainda lidera na Coréia do Sul, onde há 40 milhões de internautas, superando o popular sistema de busca nacional Naver.

Com isso, o site chinês desbanca o Facebook, o segundo mais usado em número de países, como o segundo mais popular em número de usuários. “Há duas explicações para esse resultado: os dados brutos que usamos estão distorcidos ou estamos testemunhando a expansão do império do Baidu além de seu território tradicional”, escrevem os pesquisadores Mark Graham e Stefano De Sabbata.

Ainda no continente asiático, o portal Yahoo! é o mais popular em dois países, Japão e Taiwan. Na Rússia, quem domina é o buscador Yandex, enquanto o serviço de email Mail.ru é o endereço mais acessado no Cazaquistão.

“Estamos no começo da era dos impérios online”, afirmam os pesquisadores. “Mas provavelmente os territórios conquistados agora terão grandes implicações em quais companhias controlarão a forma como nos comunicamos e acessos informações nos próximos anos.”

(foto: Mark Graham e Stefano De Sabbata - Instituto de Internet da Universidade de Oxford)

(foto: Mark Graham e Stefano De Sabbata – Instituto de Internet da Universidade de Oxford)

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Um império chamado Google

Deixe o seu comentário