De volta à rede, Dilma usa Twitter em média nove vezes por dia

No microblog, presidente comenta de livros e filmes a assuntos de governo.
Ela retomou postagens no mês passado, após quase 3 anos de ausência.

Priscilla Mendes, no G1

Página do perfil oficial de Dilma no Twitter (Foto: Reprodução/Twitter)

Página do perfil oficial de Dilma no Twitter
(Foto: Reprodução/Twitter)

A presidente Dilma Rousseff decidiu voltar “para ficar” ao microblog Twitter, como ela própria disse no último dia 27, quando retomou as postagens no microblog após quase três anos de ausência. Bastante ativa na rede, tem postado em média nove mensagens por dia.

Os assuntos não seguem um padrão. A presidente já desejou sorte a jogador de futebol e também anunciou medidas inéditas do seu governo, mas amenidades também estão no radar.

Dilma reativou em 27 de setembro sua conta pessoal no Twitter, criada durante a campanha eleitoral e que estava inativa desde dezembro de 2010, quando ainda era presidente eleita.

Na última mensagem que deixou no microblog antes de ser empossada, fez uma promessa que acabou não cumprindo: “Amigos, muito legal ser tão lembrada no twitter em 2010. Logo eu, que tive tão pouco tempo p/estar aqui c/vcs. Vamos conversar mais em 2011”.

Somente neste ano que o Planalto – numa estratégia para estreitar a relação da presidente com as redes sociais – decidiu expor a presidente novamente.

O porta-voz da Presidência da República, Thomas Traumann, é quem coordena o que foi batizado de Gabinete Digital e que engloba Twitter, Facebook do Portal Brasil e Instagram do Palácio do Planalto.

Desde a reativação da conta, foram 147 mensagens compostas por Dilma em 16 dias – entre 27 de setembro e 12 de outubro -, o que dá a média de nove mensagens por dia. Houve ainda 21 retuites (mensagens de terceiros que são replicadas), geralmente de contas institucionais do governo, como o Blog do Planalto e a TV NBR.

O porta-voz garante que é a própria presidente quem compõe as mensagens e as posta no Twitter – sem ajuda ou interferência de ninguém – diretamente de um notebook. Nada de celular ou tablet, segundo Traumann.

Ajuda

Segundo apurou o G1, no início Dilma teve dificuldade para se comunicar na rede social e cometeu alguns deslizes de digitação. As mensagens com erros foram rapidamente apagadas e, após os textos serem corrigidos por assessores, voltaram a ser postadas no microblog.

Um dos exemplos de tuíte modificado por conta de erros de digitação ocorreu no dia 1º de outubro – quatro dias após a chefe do Executivo voltar a tuitar. Naquele dia, ao anunciar quem assumiria interinamente o Ministério da Integração Nacional no lugar de Fernando Bezerra, que havia deixado o governo depois de o PSB romper com Dilma, a presidente digitou equivocadamente um verbo.

Na primeira versão da mensagem, Dilma escreveu: “Assumir interinamente o Ministério da Integração o engenheiro Francisco Teixeira”. Minutos mais tarde, o tuíte foi apagado e substituído por outra mensagem, desta vez corrigida: “Assume interinamente o Ministério da Integração o engenheiro Francisco Teixeira”. Desde então, foi designada uma equipe de assessores para auxiliar a presidente a enviar as mensagens.

Foto de infância no perfil da presidente (Foto: Reprodução / Twitter)

Foto de infância no perfil da presidente (Foto:
Reprodução / Twitter)

Temas das mensagens

Neste sábado (12), ela aproveitou para desejar um bom Dia das Crianças aos “brasileirinhos” e “brasileirinhas” e trocou a foto de seu perfilno microblog Twitter por uma da infância.

Nem sempre Dilma acerta o “timing” dos tuites. Os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), por exemplo, foram divulgados no início da manhã do dia 27 de setembro, mas a presidente só foi comentar o assunto na tarde do dia seguinte.

Dilma agradeceu à comissão mista do Congresso pela aprovação da medida provisória que institui o programa Mais Médicos às 14h38 do dia 2 de outubro, mas a decisão havia sido anunciada no início da tarde do dia anterior.

Não raramente há tuites sobre assuntos bem distantes dos que a presidente está tratando no momento. Em 1º de outubro, por exemplo, enquanto ela falava sobre investimentos no setor automotivo com o CEO da Mercedes-Benz, Andreas Renschler, seu Twitter comentava o Dia do Idoso: “Assinei decreto Compromisso Nacional p/ envelhecimento Ativo. É reconhecimento c/ brasileiras & brasileiros q construíram País #DiaDoIdoso”.

Houve caso ainda de ela estar reunida com o ministro da Fazenda, Guido Mantega, enquanto sua conta retuitava mensagem sobre a erradicação do trabalho infantil postada pelo Blog do Planalto.

A presidente também vem adotando o costume de tuitar assim que deixa a sede do governo, o Palácio do Planalto, e chega à residência oficial, o Palácio da Alvorada.

Na última quinta-feira (10), por exemplo, ela deixou o trabalho por volta das 20h e às 20h20 falou sobre o almoço que havia tido mais cedo com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “É sempre agradável e proveitoso conversar com o meu amigo Lula”, escreveu.

Para os finais de semana, ela reserva assuntos mais amenos. Quando o jogador de futebol Ronaldinho Gaúcho, do Atlético Mineiro, sofreu uma lesão na coxa, ela tuitou: “Minha solidariedade ao @10Ronaldinho, craque do meu #Galo. Na torcida p/ q ele se recupere a tempo do Mundial”.

Em seguida, desejou bom final de semana aos internautas e aconselhou: “Divirtam-se, mas NÃO se esqueçam: quem bebe, não dirige”.

No último sábado (5), Dilma falou sobre os livros que está lendo e comemorou a indicação do filme “O Som ao Redor” para concorrer ao Oscar. “É um belo filme. Assisti no iTunes”, escreveu a presidente. “Se tiver oportunidade, assista”.

Pré-candidatos
Depois de Dilma, a possível candidata à Presidência da República mais ativa no Twitter é a ex-senadora Marina Silva (PSB). Ela é adepta ao microblog desde a época da campanha eleitoral de 2010. Nos últimos dias, vem comentando principalmente a recém-anunciada aliança com o presidente do PSB, Eduardo Campos.

Campos, por sua vez, seguiu os passos de Dilma e reativou sua conta no Twitter oito dias depois da presidente, em 5 de outubro, data em que anunciou a filiação de Marina Silva ao PSB. De lá para cá, a conta é abastecida principalmente por sua assessoria.

Em umas das poucas mensagens compostas pelo próprio Campos, ele falou sobre o programa político que foi ao ar em cadeia nacional de TV na última quinta-feira (10).

“Estou muito animado e com a certeza de que com nosso programa de hoje dará início a um novo capítulo na história do PSB”, escreveu o governador de Pernambuco.

O tucano Aécio Neves mantém contato mais próximo com seus internautas por meio do Facebook. Sua conta do Twitter tem mais de 26 mil seguidores, mas não há nenhuma mensagem publicada.

No Facebook, alimentado pela assessoria, Aécio mostra suas atividades políticas principalmente por meio de fotos e vídeos. Há várias referências também ao seu avô, Tancredo Neves, e artigos escritos pelo senador que são publicados em veículos da imprensa.

Dilma reinaugurou conta no Twitter conversando com humorista do "Dilma Bolada" (Foto:Reprodução/ Twitter)

Dilma reinaugurou conta no Twitter conversando com humorista do “Dilma Bolada” (Foto:Reprodução/ Twitter)

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for De volta à rede, Dilma usa Twitter em média nove vezes por dia

Deixe o seu comentário