Para voltar à mídia, Aécio Neves adota 12 beagles

Abandonados no Instituto Royal, os camundongos resolveram criar os Rat Blocs

Abandonados no Instituto Royal, os camundongos resolveram criar os Rat Blocs

Publicado impagavelmente no The i-Piauí Herald

POSTO 12 – Escanteado do debate sucessório depois da polarização entre Dilma Rousseff e Marina Silva, Aécio Neves resolveu adotar 12 beagles resgatados do Instituto Royal. “Um partido que tem um tucano como símbolo é o verdadeiro defensor dos povos das florestas e dos bichos fofinhos”, explicou Aécio, com um dos animaizinhos no colo, assegurando-se de que todos os beagles que levou para casa são fêmeas.

“Aécio é um homem carinhoso, sabe cuidar de todos os seres vivos sem a hipocrisia assistencialista. Suas cadelas serão independentes e terão a liberdade de ir e vir sem a coleira do Estado”, explicou o marqueteiro Renato Pereira. A atitude foi elogiada por Fernando Henrique Cardoso e enaltecida por Geraldo Alckmin. A assessoria de José Serra informou que ele ainda não sabe se gosta de beagles. “É um tipo de cachorro?”, perguntou a assessores.

Emocionado com a coragem do tucano, Romualdo Azeverde sugeriu uma solução para que as pesquisas científicas não fiquem sem cobaias. “Testem os remédios nos petralhas”, escreveu, em negrito. “Usemos as antas”, sugeriu o ex-colunista Diego Maionese, depois de longa hibernação.

No final da tarde, Dilma espirrou e Marina se negou a dizer “saúde”. A recusa de Marina foi manchete em todos os jornais do país, com destaque para a falta de educação da presidenta, que não colocou a mão na frente do nariz e colocou a adversária em risco.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Para voltar à mídia, Aécio Neves adota 12 beagles

Deixe o seu comentário