A dura decisão de representar um país

Publicado por Fernando Meligeni

http://futebolespanhol.com.br/wp-content/uploads/2013/08/diego_costa.jpg

Sei que este blog é de tênis, mas a novela Diego Costa tem muito a ver com a minha história.
Tenho seguido as declarações das federações, técnicos e torcida sobre o assunto. Tenho escutado muita coisa, muita ladainha. Em quase todas as declarações, vejo muita gente cagando regra e quase ninguém assumindo seu devido lugar.

Vi a CBF dizer que vai lutar até o final. Mas porque não lutou antes? Estava dormindo? Não interessava? Então atleta é um ser descartável? E se ele quiser e quer jogar por outro país, quem é o senhor Marin para dizer ao atleta para qual país ele deve representar? Agora vai comprar o atleta?

Li também uma declaração dura do Scolari que eu tanto admiro dizendo que ele deu as costas a muitos sonhos brasileiros. Será que é o sonho dele? E quando o mesmo Scolari foi defender Portugal, ele deu as costas ao povo brasileiro? Lógico que não. Ele fez o seu trabalho e fez muito bem. Ah, ele era técnico e podia?

Fico assustado com a tamanha falta de inteligência, vergonha na cara e falta de sensibilidade com um atleta que ESCOLHEU representar outro país.

Então a minha escolha foi errada ao decidir representar o Brasil? Eu também fui chamado para representar a Argentina e não aceitei. Então quando é bom pra gente é certo, e quando perdemos um atleta ele é um sacana?

Desculpem o desabafo mas tenho vergonha das pessoas nessas horas, tenho raiva dessa politicagem suja e ridícula. O cara está há anos jogando na Espanha e quer representar a Espanha. Que vá e que tenha sucesso. Não temos direito de obrigar uma pessoa a querer representar um país. Isso se faz com amor, com alegria, com orgulho. E claramente o Diego não tem isso pela camisa brasileira.

Vamos parar de julgar. Tenho certeza que se paramos de pensar com o coração vamos entender que ninguém pode decidir por você.

Diego, que você tenha sucesso na Espanha e que possamos jogar a final contra vocês. Vai ser uma delícia ganhar no campo e te dar um abraço.

Acabo o texto com uma frase que o Guillermo Vilas, melhor tenista argentino de todos os tempos, me disse anos depois da minha escolha pelo Brasil

“Fernando, parabéns pela sua escolha. Sempre que escolhemos com o coração temos grande chance de acertar. Você escolheu o Brasil e acertou. Sem dúvida nenhuma foi a escolha mais difícil da sua vida e a mais acertada”.

dica do Thiago Paiva

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for A dura decisão de representar um país

1 Comentário

  1. Rafael disse:

    Belo texto.

Deixe o seu comentário