E se as capas das revistas fossem sinceras?

Miguel Lima no Pessega d’Oro

Sabemos que para as empresas, jornais e revistas se venderem precisam fazer um discurso politicamente correto, tentar ser o mais imparcial possível e não ser tendencioso mas é claro que isso nem sempre é possível por inúmeros motivos que nós sabemos quais são, mas juuuuuram de pés juntos que sã corretinhas. Alguns até já falaram “que pelo amor que sentem pela tia Pê” jamais fariam coisas ruins com nada e nem ninguém. Vê se pode, pessegóide? São muito descarados mesmo! ò_ó

Junto com a nossa titia mais linda, mostrei uma vez como seriam caso os slogans dissessem a verdade e que foi uma lymdrezah só. Cada um mais ozado e 10temido do que o outro, no melhor estilo Pêssega de ser.

Pra variar, passei o final de semana com muito sol, champanhe e caviar em Ibiza a bordo do iate da tia Pê e navegando por essas bandas daziternê achei no site Puxa Cachorra! que publicou como seriam as capas das revistas se fossem sinceras, sem aquele lenga lenga de sempre, sem dar dicas e truques que a gente sempre lê e nunca faz, né não? Hahahaha

 Confira as imagens:

cartacapital_sinceraepoca_sinceramalu_sinceramarieclaire_sinceramensheatlh_sincerapiaui_sinceraalfa_sinceraplayboy_sincera

super_sinceratititi_sinceratodateen_sinceraveja_sinceravip_sincera

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for E se as capas das revistas fossem sinceras?

Deixe o seu comentário