Funk gospel leva mensagens de fé aos bailes das comunidades

Eles garantem que livraram muita gente das drogas

Angélica Fernandes no jornal O Dia

2nnc3kpfszzkois9e3gkeoi57

MCs Tiago e Diogo são representantes do gênero que só cresce
Foto: Estefan Radovicz / Agência O Dia

Rio – Ele já falou de mulheres e noitadas nas músicas, mas hoje entoa o ‘pancadão’ de Deus. Um dos maiores ídolos do funk gospel, o ex-funkeiro da Furacão 2000, LC Satrianny, tem dedicado seus mais de seis anos anos de carreira à evangelização de moradores de comunidades do Rio. Nascido e criado no Complexo da Maré, o cantor faz em média quatro apresentações por mês em favelas, e garante já ter tirado muitas pessoas do mundo das drogas.

“Ao fim do show sempre pergunto quem quer aceitar Jesus, e dezenas levantam a mão. Muita gente se identifica comigo pelo meu passado, e vê que é possível superar tudo”, conta Satrianny, que já teve problemas sérios com bebidas e prostituição. “Já tive oito namoradas ao mesmo tempo.”

Durante as apresentações, o funkeiro faz questão de dar seu testemunho. Com a Bíblia nas mãos, ele usa gírias como ‘tá ligado’ para falar de drogas e violência. Por conta dessa forma de expressão e experiência nas ruas de comunidades — ele já foi do Juramento, em Vaz Lobo ao Parque União, na Maré —, recentemente, o cantor recebeu um convite de um pastor para comparecer a uma cracolândia da Baixada Fluminense. “Saio desses lugares com a sensação de que plantei uma semente do bem”, conta, animado.

O funk gospel surgiu no Rio há 11 anos com a missão de levar um ritmo dançante aos eventos evangélicos. Mas atualmente, a conquista vai além. “É um orgulho ver que o funk do evangélico tira muita gente das ruas e da marginalidade”, declara o pioneiro do estilo musical, Adriano Funk Gospel. Vizinho do Morro da Chatuba, em Mesquita, onde já fez dezenas de shows, o cantor conquistou há dois meses mais uma vitória: a exportação do ‘batidão’ de Deus. “Fiz show nos Estados Unidos na e Argentina e virou sucesso.”

Letras impactantes

“Tem 66 calibres, não é AR-15 mas é de pura pressão. Estou falando é da palavra, da Bíblia sagrada que liberta o pecado”. O trecho de uma das músicas da dupla de MCs Tiago e Diogo é emblemático no funk gospel. Com letras impactantes, os irmãos gêmeos funkeiros são referência quando o assunto é o retrato de uma comunidade. Nascidos na periferia de Niterói, já tiveram que catar ferro velho para sobreviver. Hoje, com mais de três anos de sucesso, a dupla trilha a carreira ao lado de uma das gravadoras mais cobiçadas do meio artístico, a Sony Music.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Funk gospel leva mensagens de fé aos bailes das comunidades

Deixe o seu comentário