Funcionária americana que gerou revolta com comentário sobre Aids é demitida

Empresa disse que ‘não há desculpas’ para ‘demonstrações de ódio’

Publicado em O Globo
A relações públicas Justine Sacco gerou polêmica com mensagem no Twitter Reprodução / Facebook

A relações públicas Justine Sacco gerou polêmica com mensagem no Twitter Reprodução / Facebook

RIO — A funcionária americana que gerou polêmica e revolta ao dizer que esperava “não pegar Aids” na África foi demitida.

“A funcionária em questão foi desligada”, disse neste sábado, em comunicado, a IAC, empresa que controla serviços e sites como Vimeo, Tinder, CollegeHumor e Dictionary.com. “Não há desculpa para aquelas demonstrações de ódio, e nós as condenamos. Esperamos, no entanto, que o tempo e o espírito humano possam perdoá-la, e que tudo isso não resulte em uma condenação de uma pessoa que, em outras circunstâncias, foi decente no fundo.”

Na sexta, a diretora de comunicação da IAC, Justine Sacco, escreveu no Twitter: “Indo para a África. Tomara que eu não pegue Aids. Brincadeira, sou branca!”.

A mensagem, que foi apagada horas depois, gerou grande repercussão nas redes sociais e na imprensa internacional. Antes de anunciar a demissão, a empresa já havia classificado o comentário como “escandaloso e ofensivo”. A IAC também hospeda um site de namoro voltado para negros, o BlackPeopleMeet.com.

Sacco ainda não se pronunciou sobre o caso.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Funcionária americana que gerou revolta com comentário sobre Aids é demitida

1 Comentário

  1. edson tadeu disse:

    certamente ele eseprava TREPAR COM TODOS OS AFRICANOS,

Deixe o seu comentário