Feliciano representa contra Porta dos Fundos no MP e quer R$ 1 milhão

repr1repr2Leandro Mazzini, no UOL

Ainda rende muita polêmica entre os cristãos, em especial os católicos, o Especial de Natal de 16 minutos da produtora Porta dos Fundos veiculado no Youtube, com paródias sobre o nascimento de Cristo, sua família e crucificação. Até esta manhã, em apenas num link o vídeo já tinha alcançado 4,5 milhões de acessos.

O deputado pastor Marco Feliciano (PSC-SP), presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara, protocolou na última quinta-feira representação no Ministério Público de São Paulo (nº 8153/14, veja abaixo) para que a instituição investigue os humoristas por calúnia e difamação, e solicita que o MP denuncie a produtora e peça à Justiça que exclua o vídeo.

Feliciano pretende pedir indenização por danos coletivos, calcula R$ 1 milhão – dinheiro que, se o caso for à Justiça e lhe der ganho de causa, será destinado, segundo ele, aos hospitais das Santas Casas de Misericórdia.

Segundo o deputado a contato da Coluna, ele se ‘sentiu ofendido na sua condição de cristão’, e pede ‘medidas cíveis e criminais’. Procurada ontem à tarde, até o momento a assessoria da produtora não se pronunciou.

Nesta semana houve outra representação contra a Porta dos Fundos, no Ministério Público do Rio. O diretor da Associação Nacional Pró- Vida e Pró-Família, Hermes Nery Rodrigues, e o advogado, Paulo Fernando Melo, protocolaram Notitia Criminis (201400032051) para que o órgão ofereça denúncia na Justiça contra a produtora. Segundo o Pró-Vida afirma no documento,  em “defesa dos valores morais e éticos da família”, houve “práticas de abusos” dos humoristas.

A Associação representou contra os 30 integrantes da Porta dos Fundos, e não focou apenas o ‘Especial de Natal’, mas outros 12 vídeos produzidos e veiculados no Youtube, entre eles Adão, Arca de Noé e 10 Mandamentos.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Feliciano representa contra Porta dos Fundos no MP e quer R$ 1 milhão

5 Comentários

  1. Vagner disse:

    Já é hora de colocar limites no “humor” agressivo e de completo mau gosto praticado por essa trupe do mal. Não se pode confundir as liberdades democráticas de um estado democrático de direito arduamente conquistado com aval para se ofender todo um grupo que tem por objetivo maior propagar uma mensagem que transforma e cura vidas , resgatando-as do poço existencial desse século pós-moderno. Não ás provocações e ofensas de quem é verdadeiramente intolerante…

  2. Arkadt disse:

    É Preciso de Limites para o Humor é inadmissível que um grupo diga que tem a liberdade de Expressão para Ridicularizar, um grupo de pessoas que tem sua fé, grupo de pessoas que tem sua crença em Jesus, o mesmo princípio é válido para quem é muçulmano, budista, espírita ou seja lá quem for. É preciso respeitar, ridicularizar um grupo religioso é inadmissível, mostra o quanto estes humoristas são sem noção e nem sabem fazer um texto que preste.

  3. jesiel disse:

    os meninos estao certos PORQUE SO OS EVANGELICOS PODEM FALAR MAU DOS ESPIRITAS OS CATOLICOS NAO FALAM VIVEM TRANQUILAMENTE ESTES EVANGELICOS XIITAS SAO TOMADORES DO POUCO QUE OS MENOS ESCLARECIDO TEM

    • joao disse:

      jesiel ,que pena pelo significado do seu nome ,você precisa aprender distinguir as diferenças sociais voçê e outras pessoas precisa fazer distinção entre um pai de família e um ladrão.

Deixe o seu comentário