Segundo Walcyr Carrasco, ‘Amor à Vida’ promoveu a reconciliação entre mãe evangélica e filho gay


Walcyr Carrasco participa da “Pizza do Faustão”, na noite deste domingo (26), na TV Globo Reprodução/TV Globo

Publicado no UOL

título original: “O público não deixa eu separar a Paloma do Bruno”, diz Walcyr Carrasco

Na reta final de “Amor à Vida”, Walcyr Carrasco revelou que fará a vontade dos telespectadores de manter a Paloma (Paolla Oliveira) e o Bruno (Malvino Salvador) juntos. Durante sua participação no programa “Domingão do Faustão”, na noite deste domingo (27), o autor da trama disse ao apresentador Fausto Silva que todas as suas tentativas de separar o casal principal da novela das 21h foram frustadas.

“A Paloma e o Bruno tem que terminar juntos. O público não deixa eu separar o casal. Cada vez que eu separava o Bruno da Paloma as pessoas se manifestavam contra mim na internet. Eu não posso separar o casal. Uma vez, os dois se separaram por causa da Paulinha e as pessoas começaram a xingar a menina na rede”, contou.

Ainda falando sobre a pressão popular que sofre, Walcyr Carrasco disse que muita gente gosta de dar palpite no futuro de seus personagens: “Muita gente opina, meus ajudantes em casa, donas de casa e, principalmente, a internet! Quando Paloma e Bruno ficaram separados foram muitos comentários. Agora eles cronometram até o tempo da cena em que eles aparecem juntos”.

A respeito do último capítulo da trama, o autor prefere manter o mistério. Walcyr promete surpreender o público com o final de “Amor à Vida”: “Será o último capítulo de novela mais surpreendente de todos os tempos. As pessoas vão assistir um final de novela jamais visto na TV brasileira”.

Walcyr também fez suspense sobre a polêmica do esperado beijo gay entre os personagens de Niko (Tiago Fragoso) e Eron (Marcello Anthony). Sem revelar se a cena irá acontecer ou não, o autor disse que já sem sente satisfeito com o papel que o folhetim desempenhou em prol dos gays.

“Eu não posso dar essa resposta ainda. Mas eu quero dizer que independente do beijo gay eu estou muito feliz com o resultado da novela. Um dia um repórter gay veio falar comigo que a mãe dele, que é evangélica e tinha parado de falar com ele, o procurou para dizer que o aceitava depois de assistir “Amor à Vida”. Então, isso que importa para mim”, falou.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Segundo Walcyr Carrasco, ‘Amor à Vida’ promoveu a reconciliação entre mãe evangélica e filho gay

Deixe o seu comentário