Homem assiste mais novela do que futebol

O sãopaulino Bruno Viterbo, 24 anos, que grava capítulos de Além do Horizonte, novela das sete da Globo

O sãopaulino Bruno Viterbo, 24 anos, que grava capítulos de Além do Horizonte, novela das sete da Globo

Daniel Castro, no Notícias da TV

Novela é coisa de mulher, certo? Errado. É coisa de homem também. Ranking do Ibope, obtido com exclusividade pelo Notícias da TV, mostra que o gênero mais visto por homens na televisão aberta, em todo o país, são as telenovelas. O futebol aparece em segundo lugar, seguido por minisséries, filmes e humorísticos (veja quadro abaixo).

A audiência das telenovelas entre mulheres, no entanto, é quase o dobro do que entre homens. Minisséries e filmes também têm grande aceitação pelo público feminino, E, curiosamente, as mulheres dão mais audiência ao futebol do que aos reality shows.

As novelas são os programas mais vistos por todos os segmentos de sexo e faixas etárias. Entre as crianças, têm mais do que o dobro da audiência dos programas infantis. Escassa nas grandes redes abertas, a programação infantil é apenas a quinta na preferência das pessoas com 4 a 17 anos, de acordo com o Ibope.

O ranking do Ibope expõe uma dura realidade: televisão é entretenimento, e ponto. Os programas jornalísticos não aparecem em nenhum top five. Nem mesmo entre as pessoas com mais de 50 anos, grandes consumidoras dos gêneros de saúde e de auditório.

O ranking foi feito com base na audiência média de todos os programas de cada gênero e/ou formato nas cinco redes abertas, mais a Record News. Isso, em parte, explica o fato de as novelas serem mais vistas por homens do que o futebol: há muito mais novela do que bola rolando na televisão.

Veja o ranking do Ibope e, a seguir, depoimentos de três homens que não trocam um bom dramalhão por um jogo de futebol.

generos-2 (1)Torvano(1)Analiso cada capítulo como se fosse o esquema tático de um time’

“Sou jornalista esportivo, repórter de rádio, e faço cobertura diária do São Paulo Futebol Clube. Mas amor mesmo eu tenho por novela. Como sempre falo, o Brasil não é mais o país do futebol, e sim da novela. Admiro as grandes atuações dos mais variados atores. Gosto de analisar tramas, entender porque uma novela vai bem e outra vai mal. Analiso cada capítulo como se fosse o esquema tático de um time de futebol. Lembro que mamãe assistia a poucas novelas. Meu pai era meio bravo, e ele também gostava mais de ver filmes e séries de bang-bang. Acho que por isso gostei mais ainda desse produto quase nacional. A curiosidade era enorme. Hoje me delicio com a obra desses autores maravilhosos. Silvio de Abreu é o meu favorito. Só preciso assistir mais como telespectador, e menos como um técnico (que não sou). Que o mundo tenha mais Fernandas Montenegros, mais Glórias Pires, mais Tonys Ramos, e um ou outro Neymar.” (Marcio Roberto Torvano, 35 anos, jornalista)

Bruno7‘As novelas estão tentando encontrar um caminho’

“Novela e futebol são duas paixões que sempre estiveram presentes na minha vida. Nasci corintiano, mas sou ovelha negra. Torço para o São Paulo. Foi pelo tricolor paulista que eu realmente comecei a gostar de futebol e ir aos estádios. Já as novelas são um caso antigo. Minha primeira lembrança é de Xica da Silva. A partir daí, peguei gosto pelo gênero. Atualmente, acho que as telenovelas estão tentando encontrar um caminho. Depois de alguns anos com uma tremenda falta de criatividade dos autores, vejo uma mudança. Avenida Brasil mudou completamente a forma de produção e a forma de contar uma história no formato telenovela. O ritmo e, principalmente, a fotografia, são elementos que marcaram uma ruptura no gênero. Não à toa, é sucesso em todo o mundo. Cheias de Charme é outra novela que conseguiu captar o espírito do tempo ao conseguir unir, de forma precisa, TV  e internet. Um caminho sem volta que agora a Globo e as outras emissoras tem que voltar os olhos.” (Bruno Viterbo, 24 anos, radialista)

MarconeExiste o antes e o depois de Avenida Brasil’

“Sempre gostei de novelas e acho de alguns anos para cá as produções melhoraram bastante. Acredito que existe o antes e o depois de Avenida Brasil. O telespectador, após o sucesso de Avenida Brasil, ficou mais exigente. Amor à Vida está aí para nos mostrar isso: mesmo com audiência considerável, a novela é muito criticada. Sou cruzeirense, porém não sou de ir a estádios.” (Marcone Ferreira, 32 anos, consultor de viagens)

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Homem assiste mais novela do que futebol

Deixe o seu comentário