Propaganda promete dinheiro à vista para quem vender a alma ao “tinhoso”

Placa foi fixada no cruzamento da Bahia com a Rua da Paz. (Foto: Elverson Cardozo)

Placa foi fixada no cruzamento da Bahia com a Rua da Paz. (Foto: Elverson Cardozo)

Elverson Cardozo, no Campo Grande News

“Precisando de dinheiro? Compro sua alma! Pago à vista. 9666-6966. Tratar com tinhoso”. O recado, que tem como ilustração um capetinha, segurando um tridente, foi deixado em um cartaz, do tamanho uma folha sulfite A4, no poste, na esquina das ruas Bahia e da Paz, no Jardim dos Estados, mas também pode ser visto em outros cantos de Campo Grande, como a Avenida Afonso Pena, próximo à prefeitura.

Ninguém sabe quem está fazendo a proposta indecorosa, até porque o número de telefone, que seria a única forma de obter mais informações, não existe, mas a propaganda fez muita gente fazer cara de espanto, ficar arrepiada ou simplesmente rir.

Criatividade para tentar desvendar o mistério, que pode ser apenas uma brincadeira, uma intervenção urbana ou uma espécie de campanha publicitária, tem de sobra. O Lado B foi às ruas ouvir o que o povo está dizendo. As reações foram do “vixi” ao “Deus me livre!”. “Sem comentários”, disparou a auxiliar administrativa Ivanir Bermanaschi, de 41 anos, ao saber do caso pela reportagem.

Como trabalha em um restaurante, do outro lado da esquina, na mesma rua onde o recado foi colado, ela já tinha ouvido o “falatório” de clientes, mas não encontrou coragem para verificar o feito de perto. “Até acredito que alguma seita esteja querendo comprar a alma de alguém”, disse, ao comentar que, se for brincadeira, é de muito mau gosto.

“De mau não. De péssimo gosto”, enfatizou. Mas hoje em dia, prosseguiu, a situação financeira anda tão complicada que pode aparecer algum tentando vender.

Recado provocou a curiosidade de muita gente. (Foto: Elverson Cardozo)

Recado provocou a curiosidade de muita gente. (Foto: Elverson Cardozo)

A encarregada administrativa Ana Carolina Bonalume, de 32 anos, não encontrou outra expressão a não ser o “vixi” para dizer o que pensou na hora que foi informada do recado, mas foi a única das entrevistadas que cogitou uma possibilidade que foge da interpretação religiosa.

“Pode ser uma jogada de marketing, de outra coisa, ou uma campanha do tipo: ‘não venda seu voto. Você está vendendo sua alma’, algo mais relacionado à política”.

Para ela, a mensagem é engraçada e não deve ser traduzida de maneira literal. “Só alguma pessoa muito leiga, muito fantasiosa, para acreditar nisso”, afirmou. Ana espero que a intenção de quem fez o cartaz não seja a de comprar almas, mas ela se despediu dizendo que “hoje em dia não dá para duvidar de nada”.

O motorista José Afonso, de 40 anos, está no “time” dos céticos. Não acredita e nem se importa com o cartaz. “Não vejo fundamento nisso”, afirmou. Já o auxiliar de serviços gerais Márcio da Silva, de 33 anos, vê muito sentido na proposta. “O único que compra alma é o diabo”, disse.

“É do demônio. É o número da besta”, completou a esposa dele, a dona de casa Léia Nunes, de 36 anos, logo que leu o recado e o contato. O casal frequenta a Igreja Assembleia de Deus e, por isso, segundo eles, a interpretação é feita de outra forma, com base na Bíblia.

“É ele mesmo, o bichinho, querendo comprar a alma dos jovens”, prosseguiu a mulher, evitando nomear o demônio. “Mas ele está usando alguém. A pessoa liga e, com certeza, fica o registro no telefone. Ele vai lá, dá uma pesquisada e vê de quem é. É ‘estrombólico’ esse 9666-6966”, completou, citando os números, um a um, compassadamente.

A reportagem pergunta: Não pode ser só uma campanha? Léia Nunes responde: “Campanha usando isso? Só quem compra a alma é o diabo”, voltou a dizer, desta vez, com o semblante ainda mais apreensivo.

Cartaz também pode ser visto em poste que fica na esquina da rua 13 de junho. (Foto: Cleber Gellio)

Cartaz também pode ser visto em poste que fica na esquina da rua 13 de junho. (Foto: Cleber Gellio)

dica do Ailsom Heringer

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Propaganda promete dinheiro à vista para quem vender a alma ao “tinhoso”

Deixe o seu comentário