Família de Fábio Porchat pede ajuda ao Congresso após ameaças na web

Gabriela Guerreiro e Isabelle Moreira Lima, na Folha de S.Paulo

A família do humorista Fábio Porchat, do grupo Porta dos Fundos, pediu ajuda do Congresso Nacional para investigar supostas ameaças que ele estaria recebendo por ironizar policiais militares em um vídeo que circula na internet.

A esquete “Dura”, que mostra dois policiais sendo humilhados e extorquidos por dois cidadãos comuns, virou alvo de críticas no “Blog do Soldado”, página não oficial de apoio à Polícia Militar do Rio de Janeiro, que se autodenomina “o blog defensor dos policiais militares”.

“Nós vemos como uma total falta de respeito com os policiais militares e uma humilhação pública de uma classe profissional que, inclusive, seus membros dão a vida em muitos casos em defesa desta sociedade podre”, diz texto do blog publicado na última quarta-feira (5/2).

O pai do humorista, o ex-deputado Fábio Porchat, procurou o senador Álvaro Dias (PSDB-PR) para pedir ajuda no caso. Amigo do senador, Porchat disse em carta que o filho sofre ameaças apócrifas e anônimas nas redes sociais, por isso teme por sua vida. As ameaças, segundo o pai, foram postadas no blog.

Em uma das ameaças, Porchat seria “metralhado” no rosto com tiros de fuzil. “Recorro às autoridades competentes para que lhe deem segurança, para que sua voz continue ecoando e conscientizando o cidadão brasileiro pelos seus direitos democráticos de vivência digna e paz social”, afirma o pai do humorista na carta.

Álvaro Dias afirmou que vai solicitar ao ministro José Eduardo Cardozo (Justiça) para cobrar das autoridades do Rio de Janeiro medidas que preservem a vida e a integridade física de Fabio Porchat. Também disse que vai pedir ao governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), para ter “especial atenção com o caso”.

O senador ainda vai pedir à Comissão de Direitos Humanos do Senado para tomar conhecimento das denúncias, levando o caso às autoridades federais e estaduais. “Deve ser solicitado das autoridades federais e estaduais a investigação desse denominado Blog do Soldado, origem, nas redes sociais, dessas ameaças. Imagino não ser tão difícil para as autoridades policiais identificar o responsável ou os responsáveis por essas ameaças por meio do denominado blog”, afirmou Dias.

O senador também prometeu encaminhar ofícios à OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) e ao Google, onde o blog estaria hospedado. “São algumas providências que podemos adotar neste momento. Nossa solidariedade a Fabio Porchat, nosso reconhecimento de que é preciso impedir que fatos dessa natureza prosperem no Brasil porque se trata também de afronta à liberdade de expressão”, afirmou o senador.

O blog com as ameaças foi retirado do ar depois que o humorista divulgou seu conteúdo. O texto publicado na semana passada se dirige ao humorista Fábio Porchat diretamente. “Você não sabe o ódio que despertou em todos nós policiais militares, ao postar essa bosta de vídeo. Humilhou a todos os policiais militares e por isso estamos rebatendo sua crítica de mau gosto. Você deveria ter vergonha na cara!”

Ao fim do texto, diz que o humorista deveria levar “umas belas de umas porradas por esta humilhação”. No domingo, em um segundo texto sobre o tema, o autor do blog, que não é identificado, diz que recebeu “mais de 720 comentários (…) e em sua maioria criticaram a postura deste blog e nos atacaram com xingamentos e ameaças, por apenas rebatermos as críticas contidas no tal vídeo”.

PM E PORTA DOS FUNDOS

Em nota oficial, a Polícia Militar do Rio diz que defende a liberdade de expressão e que não pretende tomar medidas contra o grupo. “Quanto a iniciativas na Internet, são de cunho individual. Todo cidadão tem direito de acionar a Justiça caso se sinta prejudicado”, diz a nota.

O Porta dos Fundos, também por meio de nota, diz que o vídeo é uma critica ao policial corrupto e não à Polícia Militar como instituição.

“A corrupção existe em todas as áreas e temos certeza de que o policial honesto não se ofende com uma ‘piada denúncia’ no vídeo do Porta dos Fundos. Aliás, contamos, inclusive, com a própria polícia para averiguar as ameaças publicadas no blog que, aí sim, mancham a imagem da corporação.”

Esta não é a primeira vez que vídeos do grupo despertam críticas na internet. No fim do ano passado, piadas com temas religiosos provocaram a ira de católicos e evangélicos.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Família de Fábio Porchat pede ajuda ao Congresso após ameaças na web

1 Comentário

  1. Mateus dos Santos disse:

    Um deputado do PSDB vai sinalizar algo para a comissão de direitos humanos.

Deixe o seu comentário