Síndrome de Asperger despertou paixão pela arte em britânico

desenho0Publicado na BBC Brasil

Um britânico descobriu a razão de seu talento obsessivo para o desenho depois de ser diagnosticado com Síndrome de Asperger.

Aos 38 anos, Raj Singh Tattal estava desempregado e deprimido e até chegou a beber para tentar se encaixar na sociedade.

“As pessoas pensavam que eu estava deprimido porque me trancava no quarto, mas, na verdade, o que me deprimia era sair”, disse o artista à jornalista da BBC Emma Tracey.

Depois do diagnóstico, ele finalmente entendeu sua tendência obsessiva de desenhar durante horas.

As pessoas com Síndrome de Asperger, que faz parte de uma série de transtornos conhecidos como desordens do espectro autista, têm altas capacidades intelectuais e de raciocínio superiores à media. Mas têm dificuldades para a interação social e comunicação.

Mas, agora, o artista se empenha em produzir seus desenhos, todos em preto e branco com um estilo de história em quadrinhos.

“Tive amigos no passado, mas no momento, não tenho nenhum. Não bebo mais, apenas desenho e estou mais feliz do que nunca”. disse.

desenho1

“As pessoas pensavam que eu estava deprimido porque me trancava no quarto, mas, na verdade, o que me deprimia era sair’, disse o artista Raj Singh Tattal à jornalista da BBC Emma Tracey. Aos 38 anos, Singh Tattal estava desempregado e deprimido. Ele foi diagnosticado com a Síndrome de Asperger e tudo mudou. Tattal também é conhecido como ‘Pen-Tacular-Artist’ e, depois do diagnóstico, finalmente entendeu sua tendência obsessiva de desenhar durante horas. (Imagens: Raj Singh Tattal/The PenTacular Artist).

desenho2

O artista aprendeu a se deixar levar pelo transtorno para criar seus desenhos. ‘Sou muito obsessivo, enquanto outras pessoas podem precisar de um mês para fazer um desenho, cada um de meus trabalhos tomam quatro dias. Também sou muito solitário, provavelmente passo 95% do tempo sozinho’, conta o artista. (Imagens: Raj Singh Tattal/The PenTacular Artist).

desenho3

As pessoas com Síndrome de Asperger, que faz parte de uma série de transtornos conhecidos como desordens do espectro autista, têm capacidades intelectuais e de raciocínio superiores à media. Mas, têm dificuldades para a interação social e comunicação. ‘Realmente não gosto de mudanças. Não saí de Londres (cidade natal do artista) em 12 anos. Tenho muitos pares de sapatos iguais e comi feijão todos os dias durante os últimos 20 anos’, afirmou. (Imagens: Raj Singh Tattal/The PenTacular Artist).

desenho4

Algumas das experiências de Tattal podem parecer engraçadas, mas ele reconhece que, com o tempo, pode irritar as pessoas mais próximas. ‘Quando estou em casa não me sento com minha família na sala’. (Imagens: Raj Singh Tattal/The PenTacular Artist).

desenho5

Singh Tattal conta que já bebeu muito para tentar se encaixar na sociedade.’Tive amigos no passado, mas no momento, não tenho nenhum. Não bebo mais, apenas desenho e estou mais feliz do que nunca’. disse. Quando o transtorno foi diagnosticado, ele decidiu mudar de vida. ‘Ao invés de usar minha natureza obsessiva em coisas fúteis como jogos ou filmes, decidi me concentrar nos desenhos’. (Imagens: Raj Singh Tattal/The PenTacular Artist).

desenho6

‘Todos os meus desenhos são em preto e branco, grafite e carvão. Não tenho um tema particular. Faço muitos desenhos com o estilo de quadrinhos e estou trabalhando com emoções, pessoas angustiadas. Não é macabro, mas passei por momentos muito obscuros. Entendo quem está triste’, afirmou. (Imagens: Raj Singh Tattal/The PenTacular Artist).

desenho7

Singh Tattal participa de um grupo de ajuda e sua família veio da Índia. Ficou espantado ao conhecer apenas outro asiático com a síndrome. ‘Isto não quer dizer que não existam asiáticos com a Síndrome de Asperger, mas que, frequentemente, tentam esconder (o problema). Se eu fosse inglês, teriam detectado os sintomas desde pequeno, porque fui uma criança típica com Asperger. Agora, aos poucos, estou contando à minha família, a quem não conheço muito devido à minha tendência ao isolamento. Comecei a falar com eles pelo Facebook, pois agora quero fazer um esforço.’ (Imagens: Raj Singh Tattal/The PenTacular Artist).

desenho8

O artista conta que não gostava dele mesmo, ‘porque apesar de ser inteligente, depois de tantos problemas, comecei a pensar que era um fracassado. As pessoas fazem você se sentir mal, porque você não pode fazer certas coisas’. No grupo de ajuda, Singh Tattal encontrou muitos outros na mesma situação. ‘Faz com que você se veja de uma forma diferente. Recomendo a todos que estejam no espectro (autista), e até quem acredita que seja (autista), que vá a um grupo. É com falar com alguém que possa dar um conselho e ajudar.’ (Imagens: Raj Singh Tattal/The PenTacular Artist).

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Síndrome de Asperger despertou paixão pela arte em britânico

Comentários fechado.