Facebook negocia compra de fabricante de drones por US$ 60 milhões

Solara_50_drone_2841312b

 

Publicado no IDG Now

O Facebook negocia a aquisição da Titan Aerospace, uma fabricante de “drones” (aeronaves não tripuladas) que está desenvolvendo aparelhos capazes de voar por até 5 anos a altitudes “quase orbitais”, que poderiam ser usados da mesma forma que os atuais satélites de telecomunicações porém a um custo muito menor.

Segundo o TechCrunch, que ouviu a história de uma fonte que obteve “acesso não autorizado” a documentos relacionados e depois a confirmou com um dos membros da diretoria da Titan, o negócio é avaliado em US$ 60 milhões, apenas uma fração do que o Facebook pagou recentemente pelo WhatsApp. A idéia seria usar as aeronaves para levar conexão à Internet a áreas isoladas, como a África, como parte da iniciativa Internet.org.

Os planos para isso incluem a construção de 11 mil unidades do Solara 60, uma aeronave ainda em desenvolvimento que, segundo a Titan, será capaz de levar uma carga de até 100 Kg a 19.800 metros de altura, mantendo-a “estacionada” em relação ao solo. Após a aquisição, toda a produção da Titan seria destinada ao projeto.

O Facebook não é a única empresa que estuda o uso de aeronaves de grande altitude para levar o acesso à internet a áreas isoladas. A Google tem o “Project Loon” que usa um fluxo constante de balões levados por correntes atmosféricas a mais de 18 Km de altura para transmitir um sinal de banda larga para o solo, com velocidade de acesso equivalente à de uma rede 3G. Os primeiros testes em pequena escala do projeto foram feitos na Nova Zelândia.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Facebook negocia compra de fabricante de drones por US$ 60 milhões

2 Comentários

  1. Rafael disse:

    Quando esses drones e balões caírem no oceano, a natureza que se vire …

Deixe o seu comentário