5 cartas rejeitando Famosos de Sucesso provando que você nunca deve desistir de seus sonhos!

Lucas Barboza, no Somente Coisas Legais

1. Madonna

madonna-rejection-letter__oPt
Fonte: perezhilton.com

Carta Traduzida
“Eu curti ouvir a Madonna. A produção, os arranjos e ela são muito fortes. A direção esta boa, na minha opinião. A única coisa que falta para este projeto é o material. Eu gostei de “I Want You”, “Get Up” e “Hight Society”, mas eu não gostei de “Love On The Run” por completo. Eu não sinto que ela está pronta ainda, mas eu posso ouvir o inicio de uma grande artista. Vou passar por agora, mas esperarei por mais. Boa sorte e obrigado por pensar em mim.”

2. Tim Burton

tim-burton-carta-rejeicao
Fonte: lettersofnote.com

Cineasta norte americano, sucesso de bilheteria em muitos de seus filmes, como Edward, Mãos de TesouraBatman, A Lenda do Cavaleiro sem Cabeça, A Fantástica Fábrica De Chocolate (2005), e mais recentemente o Abraham Lincoln – Caçador de Vampiros. Em seu primeiro livro enviado para um editor do Walt Disney ele recebeu essa carta animadora porém rejeitando seu trabalho.

Carta Traduzida
“A história é simples o suficiente para um público jovem (4-6 anos), bonita, e mostra uma compreensão da língua muito melhor do que eu esperaria de um dos estudantes do ensino médio de hoje, apesar de lapsos ocasionais de gramática e ortografia.

Pode, no entanto, ser muito derivada de Seuss para ser vendido – Eu simplesmente não sei. Mas eu definitivamente gostei de lê-lo.

Considerando-se que sofre de uma falta de ferramentas e materiais adequados, a arte é muito boa. Os personagens são encantadores e imaginativos, e tem variedade suficiente para manter o interesse. O layout também é bom – mostra boa variedade no ponto-de-vista. Consequentemente, eu não só gostei de ler sobre o Gigante, Zlig, mas eu dei uma risada vendo-o, também.

Espero que meus comentários possam agradá-lo. Obrigado pela oportunidade de ler O Zlig gigante, mantenha o bom trabalho e boa sorte.”

3. Andy Warhol

Andy-Warhol-carta-rejeicao
Fonte: papermag.com

Em 1956, Warhol teve seus trabalhos de arte rejeitados pelo Museu de Arte Moderna de Nova York. Hoje este mesmo museu que o rejeitou tem em sua galeria 168 de suas obras originais.

Carta Traduzida
“Na semana passada, a nossa comissão sobre as coleções do museu, realizou sua primeira reunião da temporada de outono , e teve a oportunidade de estudar o desenho intitulado Shoes que você tão generosamente ofereceu como um presente para o Museu.

Lamento que eu devo informar-lo que a Comissão decidiu, após cuidadosa análise, que não deve aceitá-lo para nossa coleção.

Deixe-me explicar que, por causa de nossa galeria e espaço de armazenamento severamente limitados, devemos recusar muitos presentes oferecidos, podemos mostra-los apenas com pouca freqüência.

No entanto, a Comissão pediu-me para passar a você seus agradecimentos por sua generosidade e interesse em nossa coleção.”

4. U2

carta-rejeicao-U2
Fonte: mentalfloss.com

Quando o U2 nasceu por volta de 79, RSO Records não aceitou gravar seu trabalho. Em alguns meses porém, a banda assinou com a Island Records e lançou seu primeiro single internacional, “11 O’Clock Tick Tock.” Eles venderam 150 milhões de cópias, ganhando 22 Grammy’s (mais do que qualquer outra banda).

Carta Traduzida
“Obrigado por enviar a sua fita de “U2″ ao R50, ouvimos com cuidadosa consideração, mas sinto que não é adequado para nós no presente.

Nós desejamos grande sorte com sua carreira futura.”

5. Jim Lee

jim-lee-carta-rejeicao
Fonte: instagram.com

Hoje Jim trabalha para a DC  sendo uma das mais importantes figuras do mundo de revistas em quadrinhos. Mas em uma das muitas tentativas de chegar ao sucesso ele recebeu esta carta de rejeição da Marvel.

Carta Traduzida
“Seu trabalho parece como se tivesse sido feito por quatro pessoas diferentes. Seus melhores desenhos estão na página 7, painel com agentes (canto inferior esquerdo), e nas faces fechadas. O resto dos desenhos são de qualidade muito mais fraca. O mesmo pode ser dito para a seu desenho a tinta, envie novamente seu trabalho quando estiver mais consistente e quando você aprender a desenhar mãos.”

6. Outros que não salvaram suas cartas, mas que contam sua história.

Walt Disney – Demitido da Kansas City Star em 1919 por que ele lhe “faltava imaginação e não tinha boas idéias”

JK Rowling – Rejeitada por dezenas, incluindo HarperCollins, quando uma pequena editora de Londres deu a chance para o livro Harry Potter.

Oprah Winfey – Despedida como repórter da WJZ-TV de Baltimore, porque ela não conseguia separar suas emoções das histórias.

George Orwell – A editora recusou seu romance lendário, Animal Farm, com as palavras “É impossível vender histórias de animais nos EUA”.

Elvis Presley – Depois de uma apresentação em Nashville no início de sua carreira, ele foi informado por um gerente que ele estava melhor com caminhões em Memphis (seu emprego anterior).

Steve Jobs – Demitido da empresa que começou, a Apple, foi trazido de volta desesperadamente, em 1997, para salvá-la. Apple é agora uma das empresas mais valiosas do mundo.

Stephen King – Seu primeiro livro, Carrie, foi rejeitada trinta vezes. Ele quase perdeu o livro quando sua esposa salvou-o do lixo e o encorajou a continuar tentando.

Marilyn Monroe – No início de sua longa carreira como modelo e atriz, foi dito a ela para considerar se tornar uma secretária.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for 5 cartas rejeitando Famosos de Sucesso provando que você nunca deve desistir de seus sonhos!

1 Comentário

  1. Didilleite disse:

    Esses exemplos são encorajadores e consoladores. Nessa área de recusas e portas que se fecham a talentos que mais tarde brilham magnificamente, provando seu valor, sempre lembro de Van Gogh que em vida vendeu apenas uma tela pintada, 400 telas foram recusadas e ficaram guardadas num porão pelo irmão. Só depois de morto lhe deram o devido valor. Van Gogh foi um gênio da pintura impressionista, que criou uma escola dentro de uma escola, ou seja, dentro do impressionismo seu estilo se tornou uma escola.
    Mas a gente tem que olhar para os próprios pés e vê que eles não saem do terreno de tentar e não ser aceito. Nesta época aí citada, ainda se tinha o tato de escrever ao candidato dizendo da recusa e seu motivo. No Brasil simplesmente ignora-se os trabalhos e os pretendentes. É preciso insistir e a gente vê cada tolice sendo aceita! Para qualquer coisa, hoje em dia, se você já está na mídia isso já lhe abrem portas.
    Didileite

Deixe o seu comentário