Para aumentar natalidade, Japão faz festas para solteiros se conhecerem

Jovens participam de 'machikon' --festa para japoneses solteiros se conhecerem-- em bar de Tóquio (foto: Reprodução/The Japan Times)

Jovens participam de ‘machikon’ –festa para japoneses solteiros se conhecerem– em bar de Tóquio (foto: Reprodução/The Japan Times)

Publicado no UOL

Um dos países que mais rápido envelhecem no mundo, o Japão tenta incentivar solteiros a se conhecerem e, quem sabe, ter um ou mais bebês (e o mais rápido possível!).

Com sua população reduzida em 244 mil pessoas somente em 2013, o país patrocina eventos para aqueles que procuram um par, em uma tentativa desesperada de incrementar a taxa de natalidade, que caiu à metade nos últimos 60 anos.

Esses encontros para apresentar jovens solteiros, em ambientes românticos, estão se tornando comuns em locais como Kochi, situada na área rural, a cerca de 800 quilômetros de Tóquio.

Funcionários da prefeitura oferecem bolo, café e música romântica tocada em um piano, ao vivo, para inspirar possíveis novos casais.

“Agora é a última chance de tomar medidas a respeito deste problema. Estou profundamente preocupado se jovens trabalhadores serão capazes de assumir tamanho fardo no futuro”, disse o governador de Kochi, Masanao Ozaki.

Em Tóquio, Sayaka Inoue, 28, que trabalha em um escritório, já participou, nos últimos dois anos, de três “machikon” –festas promovidas para solteiros e frequentadas por centenas de pessoas. O objetivo dela é se casar até os 30.

“Eu sinto que preciso sair e encontrar oportunidades para conhecer pessoas”, diz Inoue. “É realmente difícil achar alguém quando se chega a minha idade”, afirma a jovem.

O premiê do Japão, Shinzo Abe, disponibilizou mais 3 bilhões de ienes (cerca de R$ 68 milhões) ao orçamento deste ano para programas direcionados ao aumento do nascimento de japoneses. O governo vê no apoio ao casamento e na ajuda aos jovens a terem uma vida mais estável as chances de reverter o decrescimento da população.

Dados oficiais referentes ao ano passado mostram que o número de nascidos no país caiu para 1,03 milhão, o mais baixo índice desde o início dos registros, em 1899.

O prognóstico para o Japão é perder um terço de sua população nos próximos 50 anos se as tendências atuais se mantiverem. Como consequência, os custos da previdência social devem aumentar para 24,4% do PIB até março de 2026. (Com Business Insider)

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Para aumentar natalidade, Japão faz festas para solteiros se conhecerem

Deixe o seu comentário