5 hábitos comprovados cientificamente que ajudam a viver mais

n-VIVER-MAIS-large570Publicado no The Huffington Post

Como disse Abraão Lincoln um dia, “não são os anos na sua vida que contam, mas a vida em seus anos”. Concordamos com Abe, mas também nos perguntamos por que não podem ser as duas coisas. Com medicamentos cada vez melhores e mais informação sobre como nos cuidar, hoje vivemos por mais tempo e também com mais saúde. Mas há muitas outras coisas que você pode fazer todos os dias para aumentar sua longevidade.

1. Afaste-se do controle remoto.

o-CONTROLE-REMOTO-570Sejamos francos. Você sabe que quanto mais tempo passar no Netflix, em maratonas de filmes na TV, menor a sua probabilidade de se libertar e encontrar tempo para a academia. Mas aqui estão algumas notícias assustadoras. Um estudo feito na Austrália com 8.800 adultos sem histórico de doença cardíaca encontrou uma correlação entre a quantidade de tempo passada sentado diante da TV e o risco de morte prematura e doença cardíaca. Os participantes que assistiam quatro horas ou mais de TV por dia tinham quase 50% a mais de probabilidade de morrer por qualquer causa do que os que limitavam o consumo de televisão a menos de duas horas.

Ainda não se convenceu? Pesquisadores calcularam que cada hora a mais na frente da TV significa que você tem 11% mais probabilidade de morrer de qualquer causa. Nenhum programa de TV vale esse risco. Nem mesmo “Dançando com as Estrelas”.

2. Coma um punhado de nozes todo dia.

Nos últimos anos, ouvimos tudo sobre os benefícios do ômega 3 e seu efeito positivo para o coração. Mas se você não suporta aquelas cápsulas com sabor de peixe experimente acrescentar nozes a sua dieta.

Em um estudo feito durante 30 anos, pesquisadores de Harvard descobriram que as pessoas que comiam nozes ou castanhas todos os dias tinham 20% a menos de probabilidade de morrer de qualquer causa durante o estudo do que as que não comiam. Quanto maior a frequência com que as pessoas comiam nozes, menor seu risco de morrer.

Especialistas apontam as qualidades das castanhas para o equilíbrio do colesterol como o motivo pelos quais elas são excelentes para sua expectativa de vida. Então experimente acrescentar algumas nozes a seus cereais de manhã, ou amêndoas picadas à salada para ter uma vida mais longa e saudável.

3. Devagar com a carne vermelha.

o-CARNE-VERMELHA-570Tudo bem desfrutar um bifão de vez em quando, ou se regalar com seu hambúrguer preferido — mas não exagere. Um estudo revelou que mulheres e homens que eram inicialmente saudáveis adquiriram maior probabilidade de desenvolver doença cardíaca e câncer ao consumirem regularmente carne vermelha. Uma porção diária de carne aumentava a probabilidade de morte em 13%, enquanto a carne processada aumentava as chances em 20%. Carnes processadas, como salsichas e frios, estiveram frequentemente ligadas a câncer e doença cardíaca.

Mas a boa notícia é que trocar as carnes vermelhas por outras proteínas, como peixe, frango e até laticínios, pode reduzir o risco de mortalidade.

4. Faça uma corrida.

Conhecemos os benefícios imediatos do exercício — a liberação de endorfina, a mente mais clara e pressão sanguínea mais baixa, só para citar alguns. Mas será que as pessoas pensam nos benefícios em longo prazo dos exercícios, além do que podem fazer por nossas cinturas?

Aqui estão algumas boas notícias para os corredores e alguma motivação para todos nós. Pesquisadores dinamarqueses acreditam sem a menor dúvida que correr é a chave para prolongar a vida. “Podemos dizer com certeza que a corrida habitual aumenta a longevidade”, disse o pesquisador Peter Schnohr em um comunicado. “A boa notícia é que você não precisa correr muito para colher benefícios.”

O estudo de Schnohr descobriu que correr pode aumentar a expectativa de vida em mais de seis anos para os homens e mais de cinco para as mulheres que correm apenas duas horas e meia por semana. Isso basta para nos colocar em movimento.

5. Encontre seu lado zen.

o-ZEN-570Todos nós damos valor à luta contra o estresse, à proteção do cérebro e ao bem-estar no corpo todo aqui no Brasil Post e no Huffington Post.

Por isso ficamos realmente entusiasmados ao saber que a conscientização pode ajudá-lo a ter uma vida mais longa e saudável. Um estudo da Universidade da Califórnia em Davis revelou que as pessoas que praticam habitualmente a meditação têm níveis mais altos de telomerase. É a enzima responsável por prolongar os telômeros nas extremidades de seus cromossomos, que afetam o envelhecimento.

De modo semelhante, outro estudo descobriu que os pacientes de câncer que combinaram meditação com outros estilos de vida saudáveis durante vários anos conseguiram prolongar seus telômeros.

Além disso, a meditação é uma excelente maneira de administrar o estresse e a pressão sanguínea, o que por sua vez pode protegê-lo de diversas doenças.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for 5 hábitos comprovados cientificamente que ajudam a viver mais

1 Comentário

  1. Vagner disse:

    Eficazes devem ser essas sugestões . Vou aplicá-las…..

Deixe o seu comentário