Senado belga aprova lei que condena cantadas de rua

Agressores receberão multas entre € 50 e € 1.000 e poderão pegar até um ano de prisão
Bélgica é o primeiro país europeu a considerar as cantadas uma forma de assédio

Publicado em O Globo

O Senado belga aprovou uma lei que multa as pessoas que façam cantadas agressivas a mulheres em vias públicas e pode condená-las a até um ano de prisão. A Bélgica é o primeiro país europeu a considerar as intimidações sexuais uma forma de assédio.

A iniciativa ganhou força depois que a estudante Sophie Peeters gravou um documentário chamado “Femme de la Rue” (A Mulher da Rua) que mostra os assédios que sofre uma mulher ao caminhar nas vias públicas do país. Durante meses, ela filmou com uma câmera caseira as cantadas e insultos que ouvia de homens na rua.

A ministra federal da Igualdade de Oportunidades, Joelle Milquet, declarou que a nova legislação considerará como ofensa criminal as intimidações sexuais nas ruas. A lei, que entrará em vigor em junho, também condenará os assédios nas redes sociais. As multas para o crime variam entre € 50 e € 1.000.

No entanto, a medida foi criticada por uma parcela da população belga, que ainda não sabe ao certo como serão feitas as repressões.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Senado belga aprova lei que condena cantadas de rua

1 Comentário

  1. Rogerio Lázaro disse:

    Autoridades de um país considerado de “primeiro mundo” que ainda não conseguiram fazer distinção entre cantada e insulto, coisas realmente distintas, abrindo brecha jurídica para grandes injustiças em nome da justiça. Que ironia!

    Como se não bastasse, a dita lei ainda reforça o mito de que homens são sempre vilões e mulheres são sempre vítimas, pois prevê punição somente para homens.
    Parece que por lá também esqueceram que isonomia é um dos pilares da justiça!

Deixe o seu comentário