Minimize os riscos no Facebook

Tecno

Publicado no Diário do Nordeste

Com a popularidade das redes sociais e sua disponibilidade em qualquer lugar via dispositivos móveis, os usuários publicam informações pessoais instintivamente. Basta tirar o smartphone do bolso e, com alguns toques na tela, uma postagem corre o mundo e dispara centenas de curtidas. Essa facilidade que se tem em tornar público um fato e a consequente aprovação dos amigos acaba virando uma tentação para o usuário compartilhar mais e mais momentos de seu cotidiano. O problema vem quando não se pensa duas vezes antes de tornar público os eventos da vida pessoal.

Para alertar sobre as consequências de alguns hábitos nas redes sociais, a empresa de segurança Kaspersky Lab elaborou uma lista com os cinco principais erros que os usuários cometem no Facebook. Entre as consequências de incorrer nos erros listados pela empresa estão a possibilidade de ter prejuízo financeiro, manchar a reputação ou arranhar as boas relações com amigos e conhecidos. Confira então os cinco erros que devem ser evitados para não ser prejudicado pela onda de postagens nas redes sociais.

Publicar a biografia

Embora seja tentador ter muitas lembranças e “likes” na dia de aniversário ou em datas especiais, como aniversário dos filhos ou de casamento, convém considerar quantos serviços, incluindo os de bancos e instituições financeiras, contam com esses mesmos dados – como a data de nascimento – para ter acesso à sua conta. Quando miram uma vítima, os cibercriminosos costumam avaliar suas postagens pois muitas informações ali publicadas lhes permitem recolher todo o tipo de dados, que depois utilizam para violar as contas.

O que fazer: Não publique sua data de nascimento, ou pelo menos não indique o ano. Evite também revelar os nomes de familiares ou de animais de estimação e outros dados parecidos que podem ser usados para ataques de engenharia social.

Posts públicos

Qualquer um pode ler o que você publica – os seus amigos, a sua mãe, os seus filhos, o seu chefe, o seu ex, agências de emprego, além de múltiplas empresas de marketing e possíveis “inimigos” que estiverem planejando algum tipo de fraude online. Normalmente, consideramos que os posts do Facebook são uma forma moderna de contar histórias a um pequeno público, como se o estivéssemos fazendo isso na sala de estar com um grupo de amigos ou familiares. Mas quando o post é público, a coisa muda de figura. Alguém pode, acidentalmente ou com intenção, interpretar de forma errada suas palavras e contar a sua versão dos fatos a uma pessoa que é importante para você. Ou simplesmente pode usar as suas palavras para o incomodar ou preparar algum tipo de golpe, roubar a sua identidade, etc. A lista é infinita. Isto pode mesmo acontecer e, como efeito, são muitos os casos em que alguma postagem imprudente foi compartilhado nas redes sociais, tendo provocado inclusive a demissão do autor da mensagem.

O que fazer: Defina a sua conta do Facebook para que os seus posts sejam compartilhados “apenas com amigos” ou “amigos de amigos”. É fácil ignorar este ajuste e compartilhar o post com os mais de milhões dos usuários do Facebook. Além disso, preste atenção ao público com o qual compartilha as suas fotos.

Senhas fracas

Provavelmente você tem muitas galerias de fotos e mensagens privadas no Facebook e, sem dúvida, não deseja que qualquer pessoa as veja. Também é importante lembrar que a maioria das pessoas utiliza o Facebook como login de outros serviços na internet. Por isso, se alguém conseguir obter acesso à sua conta do Facebook, todos esses outros serviços estarão também comprometidos.

O que fazer: Escolha uma senha forte e segura para a sua conta. Se preferir incrementar ainda mais essa segurança, ative a dupla verificação para se proteger. E não use a sua senha do Facebook em nenhum outro serviço. Ela deve ser única.

Compartilhar localização

Isso permite que outras pessoas saibam onde você está, onde vive e onde trabalha. Isto pode ser especialmente perigoso para crianças e jovens. Além disso, mesmo quando faz algo “inocente”, como se registar num restaurante ou num hotel, você indica que não está em casa, o que pode ser uma informação de muito valor para os ladrões.

O que fazer: O usuário deve desativar a geolocalização (opção de adicionar o local) nas fotos que publica nas redes sociais. Não use a função de localização ou crie uma lista muito restrita e controlada de pessoas que podem ver onde está. É importante também ficar atento para que desconhecidos não tenham acesso a esse tipo de informação.

‘Amigos’ desconhecidos

Provavelmente isto já lhe aconteceu muitas vezes. Alguém lhe pede amizade, mas trata-se de um conhecido. Porém, o fato de ter amigos em comum com a pessoa te faz aceitar o pedido de amizade. Isto não deveria acontecer. Sendo seu “amigo”, esta pessoa desconhecida tem acesso a suas informações publicadas no modo “apenas amigos”. Isso também compromete a segurança de seus amigos, já que muitos usam o modo “amigos de amigos” para permitir que outros vejam suas publicações. Além disso, este desconhecido pode enviar mensagens (spams e links maliciosos) e tornar-se amigo de ainda mais usuários, já que sua amizade aumenta a autoridade desta pessoa.

O que fazer: Aceite pedidos de amizade apenas de pessoas que conheça pessoalmente. Talvez convenha fazer uma avaliação da sua rede de amigos no Facebook – isto poderá evitar qualquer tipo de atitude estranha entre as pessoas com quem tem amizade na redes social.

Usuário pode solicitar seus dados pessoais

Muitos usuários do Facebook não sabem, mas podem pedir à rede social para ter acesso a todas as informações que o serviço guarda sobre seu perfil. A rede social oferece a opção de fazer download de todos esses dados. Entre eles está não somente a cópia de suas publicações, fotos e vídeos, mas também de conversas com amigos, dos locais e horários de acesso e, mais interessante, dos metadados que o site guarda sobre o usuário – que incluem até suas “visões políticas” – e que servem para, entre outras coisas, apresentar anúncios personalizados na linha do tempo.

O Facebook também tem o registro de todos os anúncios clicados pelo usuário, bem como uma lista de tópicos para os quais o usuário pode ser direcionado com base nas curtidas, nos interesses e em outros dados informados em sua Linha do Tempo. Até mesmo características do rosto do usuário estão salvas pelo Facebook, baseado em uma comparação das fotos em que está marcado.

Para ter acesso a esse material completo sobre sua vida digital, o usuário deve solicitar o download dos dados no menu “Configurações” (localizado na parte superior direita da tela) e em seguida a opção “Baixe uma cópia dos seus dados do Facebook”. Como o material é extenso, o serviço enviará um e-mail ao usuário com o link para que seja feito o download, mediante a digitação de uma senha.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Minimize os riscos no Facebook

Deixe o seu comentário