Porque não voto em Marina

Rogério Brandão Ferreira, no site da Ultimato

Não voto nela e digo porque:

Marina, todos sabemos, não tem nada de semelhante com o PSDB de FHC e Aécio que trouxe em dado tempo boas melhorias para a economia do Brasil.

Marina que se distanciou do PT, também se assemelha pouco a Lula. Que também contribuiu bastante para a sociedade brasileira, especialmente na questão de redistribuição de renda.

Marina é cristã confessa, evangélica, crente.

A ênfase de seu programa está na sustentabilidade. Ou seja a conjugação harmônica e quase impossível do trinômio economia, ecologia e social, visando a segurança das futuras gerações.

Para atingir esse fim, ela se mostra não somente programática, mas também pragmática.

Marina é poço de contradições. Uma mulher de fibra, humilde na origem e no caráter, foi alfabetizada no Mobral. Tem um tom de voz agradável, um olhar intrigante de alguém que já foi candidata à freira, companheira de Chico Mendes e o pessoal das CEBs e depois chegou a ministra do meio ambiente, já foi tanto empregada doméstica como senadora do Brasil.

Temo que os que não votam nela, não o fazem por desejarem o pior para o Brasil, mas por ignorarem as riquezas contidas no coração dessa pessoa da Amazônia brasileira.

Não voto em Marina porque na cidade onde moro, na Alemanha, não tem local de votação. Porque se tivesse, eu iria lá correndo votar.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Porque não voto em Marina

4 Comentários

  1. Não baixarei também o nível para respondeer tais comentários. Penso que não é só a paixão política que os levam ao xingamento ou ao criticismo… Mas quem é que está livre, na Internet, desse tipo primitivo de confrontação?!

    • Cleide disse:

      Bom dia Rogério! Gostei muito de sua resposta a nossos amigos, li outra carta a pouco, dizendo coisas realmente muito ofensivas a essa candidata, de um professor. E sinceramente li um a um os comentários e fiquei pensando que país é esse a que o professor se refere. O país onde vivo sendo pobre, é o das empreiteiras que nos enganam e engolem nosso dinheiro, e ainda não descobri o que quer dizer o tal “minha casa minha vida, sim, deve ser porque vai passar trinta anos pagando por alguns metros, muitas vezes sem garagem, ou porque te dão um contrato e por baixo do pano tocam a pedir dinheiro como aconteceu com meu filho. Procurei o Procon e o Decon, até programa de TV e ninguém resolveu meu problema, agora tenho que pagar um advogado, mesmo sabendo que a lei está a meu favor, mas infelizmente o governo está a favor dos ricos. Uma escola foi queimada recentemente próximo a minha casa, a outra a 18 anos é refém do tráfico que entra e sai a hora que quer, basta filmar, mas onde está a polícia? Meus filhos foram abordados várias vezes por usuários e traficantes, logo pela manhã, somos assaltados…Pago como a maioria dos outros moradores uma pessoa para vigiar a noite, mas os novatos ou quem não paga, muitas vezes chega em casa e encontra só o que é embutido. As crianças filhos de usuários estão nascendo cheio de sequelas e a culpa é do professor que não sabe lidar. Já nos primeiros anos de escola encontramos crianças se beijando e abraçando calientemente, mas os professores tem horror de se aproximar, por medo de serem taxados. Mas se banco não vende pão, mercado não emite documentos, porque só o papel da escola é sempre desvirtuado, mas já descobriram essa fragilidade porque todo tipo de idéia não testada vem despencar na escola. Sou 100% a favor do bolsa família, creche e tudo mais, mas desde que se exija algo de quem o recebe que não apenas a presença pela presença. Crianças que vem todos os dias, para destruir, quebrar, brigar, desrespeitar, sim cheias de necessidades que teriam que ser atendidas pelas UBS, pelos Conselhos Tutelares (quantos são mesmo?), Serviço Social e Psicológico. Ou seja citei moradia, segurança, saúde e educação? Os meus amigos devem viver num mundo que não conheço. Senti um grau elevadíssimo de intolerância religiosa, De quem se sente oprimido por suas ideias, mas não aceita de forma alguma a ideia dos outros. Sinceramente nenhum dos candidatos me agrada mas…Voltando ao assunto gostaria muito de saber a que país aquele professor pertence.

      • Cleide disse:

        Esqueci de falar da questão da mulher, números superiores ao de muitas guerras, de mulheres estupradas e vítimas de violência doméstica, A cada duas horas uma mulher é vítima, Não precisaria de aborto se outras regras fossem levadas em conta. E não adianta falar em redução da maioridade penal, ou pena disso e aquilo se nem as leis de agora são cumpridas, o jovem entra nas instituições para ser espancado, estuprado, e deformado. Poucos saem para não voltar mais. Músicas com letras degeneradas, enchem os ouvidos de quem quer e quem não quer ouvir, não só nas comunidades. Esqueci a mídia diz que isso é o que as pessoas querem ouvir. Difícil coisa é criar um filho hoje em dia. Sempre as vésperas das eleições grupos de marginais saem as ruas matando policiais, explodindo dezenas de caixas eletrônicos de bancos públicos creio eu, senão já teriam sido pegos. Presos ligam de dentro dos presidios para aplicar golpes, pois eu não tenho, mas eles tem celulares.
        Então que céu é este que o PT criou professor me explique, que não me disseram nada. Ou meus amigos nunca ouviram um noticiário, ou vivem no país das maravilhas. Bom pior pra mim, que vivo aqui no mundo real e já vi, que ganhe quem ganhar a luta continua.

  2. Fabiana disse:

    Voto em Marina. Mas ainda preciso decidir Senador, Governador e dois Deputados que a ajudem a governar, o maior desafio não é escolher uma presidente, é escolher outras pessoas honestas e de fibra como Marina, atualmente em falta no Brasil. Deus abençoe essas eleições e que o povo saiba votar, para não colocar Maria ao lado de Tiririca para governar o Brasil.

Deixe o seu comentário