Uma pessoa no mundo comete suicídio a cada 40 segundos, diz relatório inédito da OMS

Brasil é o 8º país com maior número de casos, mas taxa por 100 mil habitantes está abaixo da média mundial

sociedade-suicidios-1

Publicado em O Globo

A cada 40 segundos, uma pessoa comete suicídio em alguma parte do planeta. Cerca de 804 mil se mataram em 2012. Trata-se de uma proporção de 11,4 mortes por 100 mil pessoas (15 entre homens e 8 entre mulheres). O problema é muito mais grave nos países pobres e representa a segunda maior causa de morte entre pessoas de 15 a 29 anos. As informações constam de um relatório inédito sobre suicídio divulgado nesta quinta-feira pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

O relatório “Prevenindo suicídios – um imperativo global” faz parte de uma campanha mundial da OMS para frear o problema. A entidade pretende reduzir as taxas de suicídio em 10% até 2020. Nos países ricos, três vezes mais homens se matam do que mulheres. Nos mais pobres, a proporção cai bastante. Uma mulher morre para cada 1,5 homem. Suicídios são 50% das mortes violentas de homens e 71% entre as mulheres.

75% DAS MORTES EM PAÍSES POBRES

O Brasil é o oitavo país com maior número de casos em números absolutos. Na taxa por 100 mil habitantes, o país é o 113º no ranking com uma taxa de 5,8 por 100 mil habitantes – menos da metade da média mundial, de 11,4. Em 2012, foram registradas 11.821 mortes no país, sendo 9.198 homens e 2.623 mulheres. Entre 2000 e 2012, houve um aumento de 10,4% na quantidade de mortes – alta de 17,8% entre mulheres e 8,2% entre os homens. O país com mais mortes é a Índia (258 mil óbitos), seguido de China (120,7 mil), EUA (43 mil), Rússia (31 mil), Japão (29 mil), Coreia do Sul (17 mil) e Paquistão (13 mil).

A agência de saúde da ONU afirma que 75% dos suicídios acontecem nos países mais pobres ou de renda média, e pede que sejam tomadas providências para reduzir o acesso aos meios mais comuns. Envenenamento por pesticidas, enforcamento e armas de fogo estão entre as principais formas de suicídio, e evidências de Austrália, Canadá, Japão, Nova Zelândia, EUA e Europa mostram que restringir o acesso a estes meios pode ajudar a impedir os suicídios.

O documento constata que os suicídios acontecem no mundo inteiro e em todas as idades. Globalmente, os índices de suicídio são maiores entre pessoas de 70 anos ou mais, mas em alguns países, este índice é maior entre os mais novos. No grupo de 15 a 29 anos, o suicídio é a segunda causa de morte do mundo.

DESCONSTRUÇÃO DE UM TABU

A diretora geral da OMS, Margaret Chan, disse que o relatório foi “um pedido de ação para um grande problema de saúde pública que tem sido encarado com tabu por muito tempo”.

Os governos deveriam fazer planos preventivos, aponta o relatório, que observa que esta medida já foi tomada por 28 países. Em geral, homens se matam mais que mulheres. Em países ricos, numa razão de três para um, com homens de mais de 50 anos sendo os mais vulneráveis.

Em países pobres e de renda média, pessoas jovens e mulheres mais velhas são os mais afetados. E mulheres de mais de 70 anos são mais de duas vezes mais vulneráveis a cometer suicídio que mulheres entre 15 e 29 anos.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Uma pessoa no mundo comete suicídio a cada 40 segundos, diz relatório inédito da OMS

Deixe o seu comentário